Esta versão está descontinuada.

Acesse novo site do portal Brasil Alemanha:

https://www.brasilalemanha.com.br

Colunistas

06/08/2013

Os pomeranos evoluem no beneficiamento do milho e do café - por Ivan Seibel*

 

Radiosendung AHAI  992

 

 

Alô  ouvintes.
 

 

Durante os primeiros anos da colonização o preparo da farinha de milho era feito por meio de um instrumento conhecido por pilão, confeccionado a partir de um tronco de madeira, no qual era escavada uma abertura. O “socador” igualmente era feito a partir de uma haste de madeira, a qual, com sua extremidade arredondada era continuamente arremessada no fundo desta escavação do tronco. Dat weira dai Stamba. (Era conhecido como “Stamba”.
 

 

O aperfeiçoamento deste utensílio deu origem ao monjolo.  “Dei deira Machol do tau seacha”. Neste a força da água era responsável pela execução do trabalho. Com o passar dos anos, porém, muitos agricultores passaram a construir uma espécie de moinho de beneficiamento do milho, que lhes permitia a obtenção de uma farinha já de melhor qualidade, isto é, o fubá. Os antigos também passaram a descascar o café em casa, com auxílio deste monjolo. Havia também o pilão, movido a água, conhecido como “Stambarad”.

Dentro do possível, a maioria procurava ter a sua própria instalação para o beneficiamento da sua colheita de café.  Até porque, qualquer riacho já movimentava estes engenhos confeccionados de forma muito simples.  Com o passar os anos muitas destas famílias que viviam próximas a rios já um pouco mais caudalosos procuravam ter seu monjolo e também um moinho. Com isto, uma vez beneficiado o produto da sua lavoura, acondicionavam-no no lombo de uma tropa de burros e o transportavam para a “venda”. 

 

 

Seria isto por hoje.

Seu  Ivan Seibel

*Ivan Seibel, natural do Espírito Santo, é médico em Venâncio Aires, RS, escritor (“Imigrantes a duras penas”, entre outros), comentarista do programa radiofônico semanal AHAI e colunista www.brasilalemanha.com.br .


 



Comentários

deslogado
eb6s7lxiGPk 28/01/2014, às 07:21

O plano SALTE nunca chegou a sair do Papel. Dutra ne3o dexoiu de investir na industrializae7e3o, a ide9ia era abrir para a entrada de produtos estrangeiros para gerar concorreancia e a reaplicae7e3o dos lucros das empresas nacionais na produe7e3o aumentando, desta forma, a qualidade dos produtos e reduzindo o seu pree7o de mercado. O Estado novo (137 45) foi um peredodo de intensa carestia, de 1939 a 1944 o custo de vida na cidade do RJ triplicou. O governo Dutra tentou combater isso. Vocea pode ate9 falar que ne3o deu certo, que a abertura do mercado foi desregulada, mas ele conseguiu combater a inflae7e3o. http://feiunr.com [url=http://oygnhdgysnv.com]oygnhdgysnv[/url] [link=http://uximwpihe.com]uximwpihe[/link]

deslogado
SasLWxZy 10/01/2014, às 14:38

O Plano Salte foi um daqueles panols de governo anunciandos com um grande alarde do tipo nunca antes na histf3ria deste paeds e que ne3o saiu do papel. semelhane7a com outros panols talvez ne3o seja mera coincideancia

deslogado
ji8TUBCJyA 09/01/2014, às 10:47

After hip replacement, many of us canot reach our feet. Problem? how to try on shoes? Many shoe steors no longer have shoe horns actually one needs a very long shoe horn! One can take one with one if planning to do that shopping. But why do shoe steors not have them? Velcro fastening shoes require both a long shoe horn to edge open the fasteners and a grapper to close them!Re lace ups why do shoe steors not stock eleastic laces?


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2021 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade