Esta versão está descontinuada.

Acesse novo site do portal Brasil Alemanha:

https://www.brasilalemanha.com.br

Colunistas

02/06/2018

Opinião | Os caminhoneiros - por Ivar Hartmann*

Economia é como um motor: uma peça estraga, não adianta dar arranque. Tem de concertar.

Este episódio da greve dos caminhoneiros, em que uma categoria laboral cruzou os braços e prejudicou a totalidade da engrenagem, trouxe alguns ensinamentos importantes. E resultados: na impossibilidade de colocar militares no governo, como tantos queriam, resta-lhes o consolo de eleger um militar. Difícil será Bolsonaro conseguir apoios que não o prejudiquem. Mas precisa dos horários de televisão destes partidos corruptos que nos governam. Precisa dinheiro. Como vai conseguir sem ficar parecendo igual? E Isso é logo diante.

Ao que mais estamos acostumados é a greve de professores. Suas lideranças esperam começar as aulas para entrar em greve em busca de justos melhores salários. Qualquer aluno do elementar sabe que não vão conseguir nada, até porque nem tem previsão orçamentária. Criam os professores confusão nas estruturas domésticas: com quem deixar os filhos. Que farão sem alguém para cuida-los? É uma greve daquelas que prejudica e irrita milhares, sem qualquer ganho para a classe. Prejudicar e irritar. Estão aí dois bons verbos.

 Ao contrário das greves do magistério, a dos caminhoneiros trouxe consigo prejuízos milionários para todos os segmentos da economia. Portanto, prejudicou milhões também sob o aspecto econômico. E como. Mas, por incrível que pareça, não irritou a população. Mais do que jornais, hoje as notícias são imediatas através das redes sociais. A internet é o novo tambor da sociedade. Assim como através dela os motoristas se congregaram rapidamente, através dela os brasileiros ficavam sabendo na hora de seus desdobramentos. E só se viu solidariedade.

Se a pessoa é prejudicada, não se irrita e é solidária com seu algoz, algo de grave acontece nos subterrâneos do Brasil. Um fato maior que torna menor seu prejuízo ocasional. O Temer se assessora de fracos e corruptos. Que resolveram enviar o Exército para assustar os grevistas sob o pretexto de liberar as pistas. Só que os militares não se prestaram a servir de massa de manobra. Um caminhoneiro, um militar, não importa, são pessoas, com famílias, filhos, amigos, parentes. Entrelaçados entre si. Com amizades entre si. O Exército usar a violência contra seus concidadãos? Mas foi o que idealizou Temer e seus assessores. Não precisa ser vidente. A verdadeira explosão está à frente.

ivar4hartmann@gmail.com

*Ivar Hartmann é promotor público aposentado, colunista do diário Jornal NH, Grupo Sinos, Novo Hamburgo, RS, e colaborador do portal BrasilAlemanha e do informativo BrasilAlemanha Neues.

%MCEPASTEBIN%



Comentários

deslogado
aa123 04/06/2018, às 23:32

the guests aaa grade replica watches arrived at the scene, the media and fans together to witness this touching moment.A luxury breitling replica change in the other predominantly black store design, the new flagship store on behalf replica hermes handbags store of the future and a large area with high-tech, white, and red to symbolize louis vuitton replica handbag the passion of innovation and classic traditional black embellishment, swiss replica watches simple and .


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2021 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade