Teses | Comunismo e o Nazismo da Esquerda – por Ivar Hartmann*

É o mesmo ódio que os comunistas têm aos democratas. Só não confunda a esquerda brasileira com este tipo de gente do PCB da Manuela e outros partidos menores. Na esquerda temos quatro candidatos á presidente com chances de estar no segundo turno: Marina, Alckmin, Ciro Gomes e Haddad. Este último é o candidato dos comunistas e dos petistas.

Votar nos três primeiros é uma opção de quem quer um governo da esquerda. Votar no último é a opção de quem quer uma ditadura comunista que solte o Lula e outros ladrões menores. Para todo brasileiro valem as lições da história. Na Segunda Guerra os comunistas russos se aliaram aos nazistas alemães para invadir e dividir a Polônia. Feita a divisão, os russos mataram á tiros, em Katin, 22.000 poloneses contrários ao comunismo. A história mundial do comunismo é uma história de ódios, tiranias e vilanias. Vejam Cuba. O melhor general da Revolução Cubana foi Che Guevara. Queiramos ou não, Che é o nome da história latina do século passado. Aos irmãos Castro, ditadores comunistas da ilha, não interessava um homem que não participava dos festins nem ligava para o dinheiro capaz de ser desviado. Daí surgiu à ideia de mandá-lo morrer na Bolívia.

Mais de seis milhões de russos morreram de fome por culpa do comunismo entre 1932 e 1933. Na Ucrânia comunista calculam em 14 milhões os mortos propositalmente pela fome, por Stalin, entre 1930 e l937. Chama-se a isso Holocausto Ucraniano e foi maior que o Holocausto Judeu, decretado pelo parceiro de Stalin, Hitler. O ditador comunista da Camboja matou 1.5 milhões de cambojanos dissidentes entre 1975 e 1979. 25% da população. Estas populações não tinham para onde fugir. Os venezuelanos que estão sendo mortos pela fome pelo camarada de Lula, Nicolás Maduro, ao menos conseguem fugir para o Brasil e Colômbia. O brasileiro que quer votar em candidato da esquerda tem de lembrar em quem não votar, para garantir a comida sua e de seus filhos no futuro. Haddad e Manuela formam a coligação PT-PCB. Os atentados criminosos aos adversários, como se viu há pouco no Brasil, e a ditadura macabra do partido, são comuns aos comunistas no mundo. Cuidem-se todos os esquerdistas.

ivar4hartmann@gmail.com  

*Ivar Hartmann é promotor público aposentado, colunista do diário Jornal NH, Grupo Sinos, Novo Hamburgo, RS, e colaborador do portal BrasilAlemanha e do informativo BrasilAlemanha Neues.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *