Há menos editoras, menos livrarias e vendem-se menos livros em Portugal

Em 2004 existiam 694 livrarias (empresas com actividade principal de comércio a retalho de livros) e o volume de negócios destas era de 140,1 milhões de euros. Em 2012, já só se registavam 562 livrarias com um volume de negócio de 126,2 milhões de euros, de acordo com os números divulgados nesta segunda-feira no estudo Comércio Livreiro em Portugal – Estado da Arte na segunda década do século XXI, levado a cabo pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE com a coordenação de José Soares das Neves. Esta quebra, lê-se no estudo, acentua-se essencialmente a partir de 2008.

Saiba mais >>>

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *