Ajude a educação musical no Brasil a se tornar realidade

Se você – assim como o Grupo Cultural Som Legal, que mantém em Quinze de Novembro, RS, o projeto GURI MÚSICO com aulas pelo professor e músico Thales Mazutti Schneider e que conta com a produção do trio The Schneider´s – acha que a educação musical é importante, pois trás muitos benefícios para as crianças, apoie-a! Esta mudança depende de você!

A boa novidade é que uma consulta pública sobre o programa nacional do livro didático está aberta! É a hora de sugerir que os livros de musica sejam inclusos!

Basta copiar o texto abaixo e enviar por email!

Abraço, Equipe  Grupo Cultural Som Legal / Família Schneider

———————————————————————————————————————

Email para envio: cogeam@mec.gov.br
Assunto: Audiencia Publica PNLD 2016

De: [preencher com seu nome completo]
Para: Professora Mônica Gardelli Franco

Estimada Senhora,

Tendo em vista que o Ministério da Educação, através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, distribui livros didáticos para os alunos de todas as escolas publicas do Brasil com o Programa Nacional do Livro Didático – PNLD, vimos por meio desta solicitar que este respeitado programa, é essencial para a educação brasileira, preveja a aquisição de livros específicos de musica, de acordo com a fundamentação a seguir.

Em primeiro lugar, musica é um componente especifico dentro da educação artística. Esta expressão artística conta com uma formação docente especifica (Licenciatura em Musica), possui legislação especifica (lei 11.769/2008), e o Conselho Nacional de Educação (Parecer CNE/CEB 12/2013) já se manifestou atestando a necessidade de uma qualificação dos docentes.

Em segundo lugar, existe uma carência de professores qualificados, e poucos esclarecimentos acerca de como a lei 11.769/2008 deve ser implementada. Desta forma, apresenta-se uma dificuldade em gerenciar o ensino de musica, principalmente quando se tenta empregar professores especializados nesta disciplina.

Embora seja sabido que existe um numero insuficiente de professores com tal formação para a demanda existente, o conteúdo de musica, ao ser ministrado dentro de uma disciplina mais abrangente, como a de artes, gera uma dificuldade de gerenciamento: um professor de musica torna-se pouco qualificado para ministrar a disciplina mais geral, e o professor de artes também mostra pouco domínio dos conhecimentos e habilidades específicos.

Parte da rede de ensino adotou a alternativa de segmentação das artes de acordo com os anos. Isto busca aproveitar o professor especialista em sua área de domínio. Outra saída tem sido a criação de uma disciplina especifica para a musica.

Entretanto, ao se apontar no edital do PNLD apenas a aquisição de livros gerais de artes, anula-se a possibilidade de se adotar qualquer uma destas soluções, que busca justamente a melhora da qualidade de ensino através de profissionais melhor qualificados.

Em terceiro lugar, a musica tem uma linguagem especial. Isso se apresenta não apenas nas partituras, cifras, tablaturas, sistemas de dedilhado e notações não convencionais, que requerem um conhecimento especifico do professor.

Os novos recursos tecnológicos trazem a possibilidade de se emitir sons, simular instrumentos musicais, de se compor musica com ferramentas de criação que podem ser facilmente utilizadas por professores e alunos. São recursos bastante particulares ao mundo da educação musical, e que se aliam a outros mais gerais, como animações e jogos para se apresentar conteúdos e desenvolver habilidades.

Tais recursos digitais procuram suplantar os principais desafios para se viabilizar a educação musical de qualidade em escala nacional: carência de professores qualificados e falta de infraestrutura. Eles são, entretanto, onerosos. Se forem disseminados nos vários anos do ensino de artes, o custo global será, pela lógica, significativamente maior. Livros dedicados a musica podem, portanto, reduzir efetivamente o gasto público.

Defende-se então que o Programa Nacional do Livro Didático – PNLD também inclua a aquisição e distribuição de livros didáticos de música. Não se trata de invalidar os livros de arte, gerais, e que possivelmente incluam o componente musical. Trata-se de expandir o leque de opções, para que as localidades que desejem adotar um material especifico de musica também possam fazê-lo.

Com esta medida, a educação como um todo sairá fortalecida e nossos alunos serão realmente beneficiados com uma educação musical de verdade.

Agradecemos pela sua atenção e desejamos muito sucesso ao PNLD!

———————————————————————————————

Projeto GURI MÚSICO, iniciação musical com ritmos gaúchos, brasileiros  e alemães

Créditos: Thaís Mazutti Schneider

Realização Grupo Cultural Som Legal

Professor: Thales Mazutti Schneider, acadêmico de Licenciatura em Música da Universidade de Passo Fundo

Produção: The Schneider´s

Rua Gonçalves Dias, 858, 3º andar, Quinze de Novembro, RS – CEP 98230-000

Fone 54 3322 1063

somlegal@comnet.com.br 

http://familiaschneiderdesde1847.wordpress.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *