São 100 anos de aviação – por Nelci Terezinha Seibel

Segundo a IATA – Associação Internacional de Transporte Aéreo o dia 1º de janeiro marcou exatamente 100 anos do nascimento da aviação comercial. Segundo a entidade, em 1º de janeiro de 1914 uma equipe de quatro visionários combinou esforços para realizar o primeiro serviço aéreo regular, ligando São Petersburgo a Tampa, na Flórida. Percival Fansler organizou os recursos da linha aérea, que operou o hidroavião de Thomas Benoist sob o comando do piloto Tony Jannus. E o então prefeito de São Petersburgo, Abram Pheil, pagou US$ 400 em leilão para ser o primeiro passageiro do voo de 23 minutos. O que começou com apenas um passageiro, a indústria aproximou as pessoas e tornou o mundo menor. Hoje, em média, mais de oito milhões de pessoas voam a cada dia. Em 2013, o número total de passageiros alcançou 3,1 bilhões, superando pela primeira vez na história a marca de três bilhões, e que deverá crescer para 3,3 bilhões em 2014 – equivalente a 44% da população mundial.

Comércio e empregos
Cerca de 50 milhões de toneladas de carga são transportadas anualmente por via aérea (140 mil toneladas por dia). O valor anual desses bens alcança US$ 6,4 trilhões ou 35% do valor dos bens comercializados internacionalmente. A aviação oferece mais de 57 milhões de postos de trabalho e gera US$ 2,2 trilhões em atividade econômica, com uma contribuição econômica direta de cerca de US$ 540 bilhões. Se fosse um país, a indústria de aviação ficaria entre as 20 nações com maior PIB. Ainda segundo a IATA, que representa 240 companhias aéreas e 84% do tráfego aéreo global, em 2014 o volume de negócios da indústria aérea deverá ser de US$ 743 bilhões, com margem média de lucro de 2,6%. Para comemorar a data, foi lançado o site www.flying100years.com.

Nelci Terezinha Seibel – Coluna da Nelci 13 01 2014
E-mail: nseibel@terra.com.br 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *