Colunistas

25/05/2013

Um projeto para ler - por Ivar Hartmann*

Sem publicidade, sem campanha e sem propaganda. Sem dinheiro estadual ou federal. Com o apoio de prefeitos, secretários de educação, diretores de escola e professores, está se construindo na Grande Porto Alegre e interior do RS um projeto memorável de leitura chamado PROJETO LER. Já escrevi sobre isso, mas me alongo porque vale a pena sabermos que nem todas as notícias são ruins. Com o trabalho de pessoas que amam suas ocupações, leva-se adiante o PROJETO LER que interessa a toda sociedade brasileira, qualquer que seja o Estado ou região do país, e destinados a dar melhores condições de vida para aqueles que agora dão os primeiros passos para ser o Brasil de amanhã. Como será este amanhã se nós, adultos, pais e professores, não trabalharmos em iniciativas que tornem nossas crianças adultos melhores? Mais bem aparelhados para a dura luta pela vida e com ferramentas úteis que ao desenvolverem suas aptidões em criança, os façam conquistar os melhores empregos e as melhores posições sociais?   Descobertas recentes: no Brasil existem milhões de analfabetos funcionais, pessoas que mesmo sabendo decodificar as letras, geralmente frases, sentenças e números, não tem habilidade para interpretar estes textos ou fazer operações matemáticas. Ou seja, vivem sua vida pela metade, subordinados aos que sabem. Outra novidade: no campo da psicologia descobre-se que as pessoas que não leem estão mais sujeitas ao estresse e doenças correlatas.

Estas questões estão sendo resolvidas de maneira primeira e científica nestes últimos dez anos. Em oficinas de habilitação para professores do ensino fundamental que já formaram cerca de 10.000 professores, capacitado-os a ensinar os segredos da interpretação da  leitura e   ensinando  crianças do ensino fundamental a interessar-se pelos livros. Dez anos isso significa 500 mil crianças e 10 mil professores envolvidos. As despesas, em muitos casos, são pagas pelos próprios professores ou pelos 55 municípios onde está o PROJETO LER. Agregam-se ao PROJETO LER a experiência de ensino adquirida pela FEEVALE e FACCAT responsáveis pela parte educacional. Quem quiser conhecer mais acesse: Facebook PROJETO LER FACCAT; www.faccat.br; lerfeevale.blogspot.com ou   o Coordenador do mesmo, Miguel Schmitz – miguels@sinos.net. Vale a pena conhecer uma ação ímpar de brasileiros, voltada para o bem futuro dos brasileirinhos.

*Ivar Hartmann é promotor público aposentado, colunista do diário Jornal NH, Grupo Sinos, Novo Hamburgo, RS, e colaborador do portal BrasilAlemanha e da mala direta BrasilAlemanha Neues.
Contato: ivarhartmann@hotmail.com





 



Comentários

deslogado
7V0wGVaaO 28/01/2014, às 19:59

la idea original fue9 de un cotipmraota tuyo que vive en El Tigre y ahora este1 haciendo una pasanteda aca en Ec, e9l fue9 el del guif3n, sonido, arreglos http://irjwxo.com [url=http://yxfybi.com]yxfybi[/url] [link=http://fwdmlbecg.com]fwdmlbecg[/link]

deslogado
xWfsEXKRF 10/01/2014, às 23:18

Aunque tenga el tag joda , permedtame tomar e9ste post como un asunto serio al lelero sented que era una cuf1a (clip publicitario, cuf1a, ya sabes a lo venezolano) de Peta :-p y me dio en el corazoncito.

deslogado
zJQS598zgO 09/01/2014, às 19:48

Secretaria Municipal de Educae7e3o de Estrela - RS disse:Ole1 Telma!!Tambe9m je1 estamos com sadeudas da tua companhia, da boa conversa, das falas aos alunos, da tua presene7a! Repetimos, agora para todos saberem: a escolha foi 10! Temos orgulho e te agradecemos por fazer parte do sucesso e da histf3ria da 5aa Feira do Livro de Estrela! Ate9 o prf3ximo encontro!!


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2019 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade