Colunistas

15/11/2016

Três alunas do Instituto de Educação Ivoti, RS, são aprovadas para participar do Studienkolleg

Curso de nivelamento é o primeiro passo para ingressar numa universidade alemã.

Ana Júlia Holler e Fernanda Kern, estudantes do 3° ano do Ensino Médio no IEI (Instituto de Educação Ivoti), além da ex-aluna Eduarda Dilkin, conquistaram, em 2016, o primeiro passo para cursar uma faculdade na Alemanha. Elas foram aprovadas no exame que as habilita a frequentarem um Studienkolleg, curso de nivelamento para estudantes estrangeiros que desejam ingressar nas universidades alemãs.

As provas de admissão para um Studienkolleg eram, até o segundo semestre de 2016, somente realizadas na Alemanha. Por isso, Eduarda precisou viajar para participar do exame de seleção no país alemão. Em outubro de 2016, essa prova foi realizada pela primeira vez no Brasil. Ana Júlia e Fernanda participaram do teste em Porto Alegre, no dia 5, e as ótimas novidades chegaram na última semana.

Ao final de dois semestres, as alunasrealizarão mais uma prova e então estarão aptas a cursar suas graduações no país. As meninas já decidiram o que querem para o futuro: Ana e Fernanda pretendem cursar Medicina, enquanto que Eduarda optará por Engenharia Civil.

Para a ex-aluna, esse processo de ingresso iniciou ainda no mês de agosto, momento de sua aprovação para o Studienkolleg. Ao receber a notícia positiva, a concretização de uma vontade antiga de Eduarda passou a se tornar real. “Desde pequena, o meu desejo era estudar fora do país. No meu último ano no IEI, 2015, quando fiquei sabendo que havia passado na prova de alemão do nível C1, eu pensei que poderia ser uma boa oportunidade para embarcar atrás desse sonho”, conta.

O nível C1 equivale à prova de proficiência DSD II (Deutsches Sprachdiplom), que é o exigido pelas universidades alemãs. Os alunos do IEI podem realizar essa prova de proficiência no terceiro ano do Ensino Médio.

Da mesma forma, esse também sempre foi um desejo de Ana Júlia, e a surpresa veio com a primeira realização da prova de admissão no Brasil. “Eu queria isso há muito tempo e já estava até com quase tudo pronto para ir por conta própria, mas assim foi tudo muito melhor. Ainda nem caiu a ficha. Se der certo, pretendo passar o resto da minha vida lá”, relata a jovem, que já pesquisou tudo sobre custos de vida e onde morar no país.

Já Fernanda não esperava. Junto com o Ensino Médio, conciliava um cursinho pré-vestibular e pretendia prestar três exames. Os planos agora mudaram. “Vou fazer só mais um dos vestibulares. Quando recebi a notícia, chorei bastante e não acreditei. Mas é muito bom ver que esses anos de estudos valeram a pena, porque a gente realmente se esforçou”, pontua.

Orgulho de todos

Com resultados como esses, não são apenas os estudantes que ficam felizes. Os pais também já se emocionaram muito e os próprios professores, grandes responsáveis nessa caminhada, sentem-se orgulhos. “Elas são o exemplo de que estudar alemão vale muito a pena! É gratificante perceber que o meu trabalho contribuiu de alguma forma para a vida dessas alunas”, afirma a professora de Ana e Fernanda, a docente Jaqueline Schabarum.

A conquista das estudantes também repercutiu positivamente na direção do IEI. “Eu fico muito feliz por elas e digo que gostaria de ter tido essa oportunidade como aluno. Com isso, abrem-se novas portas e elas vão ser muito felizes”, opina Everton Augustin, diretor da instituição.

--

Fotos em anexo.

1) Ana Júlia Holler e Fernanda Kern
2) Eduarda Dilkin em Berlim
3) Everton Augustin, diretor do IEI, com Fernanda Kern, Ana Júlia Holler, Jaqueline Schabarum, a professora das alunas, e Raquel Vetromilla, coordenadora de Língua Alemã no IEI
4) Eduarda com sua turma, na cidade de Bochum

--

Fonte:
 

Bianca Renate Dilly
Auxiliar de Comunicação
bianca.dilly@ieduc.org.br | www.ieduc.org.br
+55 51 3563 8600 | ramal 655



Comentários

Participe! Aqui sua opinião vale muito.


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2019 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade