Colunistas

05/10/2013

Primeiro desfile da Oktoberfest lota rua VX de Novembro

O público lotou a rua XV de Novembro na tarde deste sábado, dia 5 de outubro, para acompanhar o primeiro desfile oficial da 30ª edição da maior festa alemã do Brasil, a Oktoberfest de Blumenau, SC.

Blumenauenses e turistas foram contagiados pela beleza e alegria do evento de rua que apresenta toda a tradição e a história da cidade. Ao longo da uma hora e meia de desfile, 108 grupos, entre eles clubes de caça e tiro, grupos folclóricos, bandas, fanfarras, alegorias, carroças, carruagens e brinquedos, garantiram a animação dos presentes com danças, músicas e encenações.

 

Maria Aparecida veio de Minas Gerais especialmente para prestigiar a festa. Com 50 anos de idade, esta é a primeira vez que ela marca presença na Oktoberfest. Acompanhandouma excursão com 47 pessoas, o desfile foi o primeiro ponto de parada desde que o grupo chegou a Blumenau e ela já está encantada. “É tudo muito lindo, a decoração, os trajes, a receptividade dos moradores e a beleza do desfile”, comenta. Maria destaca ainda o comprometimento dos blumenauenses com a festa. “Observei a dedicação dos moradores para tornar a festa tão bonita”, diz ela ao destacar os trajes das crianças e adultos.

 

E por falar em crianças, quem também estava no desfile de número 131 dos 30 anos daOktoberfest é Maria Eduarda. Com apenas três anos, este é o segundo ano que a loirinha de olhos claros acompanha a festa na rua XV de Novembro. O traje típico denuncia a paixão do pai pelo evento. Juan Carlos Porkrywiecki participa do evento desde que ele começou, em 1984, integrando o grupo do Jeep Clube de Blumenau. “O desfile é parte fundamental da Oktoberfest. É um retrato da tradição da nossa cidade e, por isso, faço questão de trazer minha filhada trajada”, afirma.

 

Toda a animação, alegria e tradição presentes nos desfiles da maior festa alemã do Brasil poderão ser conferidas em outras quatro oportunidades. Na próxima quarta-feira, dia 9 de outubro, o desfile começa a partir das 19h30. A festa acontece na rua XV de Novembro e inicia nas proximidades da Loja Flamingo.

 

Fonte: Ricardo Stodieck, secretário de turismo(9188-4981)

Assessora de Comunicação: Talita Catie (9254-7575)

Imagens em 3D para ficar na história

 

As imagens em 3D dispostas nas paredes do Parque Vila Germânica chamam a atenção de blumenauenses e turistas que frequentam a Oktoberfest. Os desenhos estão em sintonia com o ambiente da festa e fazem uma parceria perfeita com os foliões. Muitos se posicionam cuidadosamente, fazem poses e escolhem o melhor local para fotos que certamente serão guardadas ou compartilhadas com carinho com parentes e amigos.

 

Neste ano, além do Setor 1, todos os pontos de venda, o Biergarten e os Setores 2 e 3 da Vila Germânica também receberam um tratamento especial desde o conceito até o projeto final que retrata a cultura alemã pelo viés da história da cerveja, com fotografias de época e pela ambientação, expressando o estilo germânico em períodos distintos.
 

Seguindo este conceito, os responsáveis pela decoração resgatam nos painéis a origem da cidade, quando os primeiros colonizadores deram início às plantações. Essa parte da história está na decoração do Biergarten, onde foi recriada uma vila colonial, fazendo referência aos antigos engenhos e à própria agricultura.

 

Dando sequência a este conceito, no Setor 1 foram utilizadas imagens de barris, sacas, garrafas, papéis e demais utensílios de época para retratar uma antiga e tradicional cervejaria.O público entrou no espírito e faz brindes reais com seus canecos diante de barris desenhados nas paredes. “A impressão é que estamos dentro dos barris”, conta o empresário mineiro Marcelo Magalhães, 32, após tirar fotos ao lado da bancária Viviane Lopes de Souza, 35. “Todas as imagens são maravilhosas e criativas”, concordam.

 

O folião elegeu o Setor 1 como o ideal para fotografias artísticas. Logo na entrada, à esquerda, próximo aos sanitários femininos, o publicitário JulioGernhard, 32, e a analista financeira Mariana Gernhard, 27, escolhiam os melhores ângulos para se integrar às obras de arte que decoram as paredes. “Os desenhos combinaram com o entorno e com as casinhas enxaimel de vendas de alimentos e bebidas”, concorda o casal.

 

Dentro da fábrica

Mais ao fundo do pavilhão, mais pessoas impressionadas e clicando sem parar. O engenheiro Perci Odebrecht, 64, gostou das mudanças implementadas este ano. “A decoração está belíssima e agradável. Parece que estamos dentro das fábricas”.Para a administrativa Cinthia Ferreira, 25, de São Paulo, as fotos ficam perfeitas. “Parecem de verdade”, resume.

 

Ao lado do namorado Ederson Lima, 31, a analista química Jaque Pompeu, 28, de Indaiatuba (SP), se posicionava artisticamente para bater as fotos. Esta é a primeira participação do casal na Oktoberfest de Blumenau. Na volta para casa, os dois prometem levar na bagagem muitas fotografias para guardar como recordação.


No Setor2, a história avança até os dias atuais, tendo como inspiração o conceito do movimento modernista alemão Bauhaus, onde o teto e os pontos de venda da Cerveja Brahma evidenciam e destacam a temática criada, junto com painéis fotográficos que retratam a fabricação das cervejarias atuais.Por fim, como forma de homenagear a cidade, o Setor3 foi totalmente decorado com as cores da bandeira de Blumenau: vermelho e branco. Neste pavilhão, os visitantes estarão cercados por fotos de pontos turísticos que realçam e valorizam ainda mais as belezas da cidade anfitriã.

 

Fonte: Ricardo Stodieck, presidente da Vila Germânica (9188.4981)

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello (9977.9689)


 

Trajes típicos dão o clima da maior festa alemã do Brasil

 

Chapéus, tiaras floridas, meias, polainas, vestidos típicos, blusas com mangas bufantes. Estas são algumas peças essenciais para homens e mulheres que pretendem curtir a 30ª edição da Oktoberfest tipicamente trajados. As roupas retratam as tradições dos colonizadores alemães e dão um charme especial para a maior festa alemã do Brasil.

 

Além da elegância, eles encantam blumenauenses e turistas e ainda garantem vantagem na hora de entrar no Parque Vila Germânica. De domingo a quarta-feira, por exemplo, o público participante que vem à festa tipicamente trajado não paga a entrada. Já de quinta-feira a sábado, que vem vestido de `fritz e frida´ paga meia-entrada.

 

Isabela Nunes conhece esse benefício, mas não foi por isso que ela veio trajada. Paulista de 21 anos, ela está pela primeira vez na cidade e veio especialmente para conhecer a festa. E para entrar no clima, nada melhor do que estar vestida de `frida´. "É muito lindo, então comprei a roupa para mergulhar de cabeça na cultura da Oktoberfest e me sentir dentro da história", explica animada.

 

O sentimento da Isabela também é compartilhado pelo casal Moacir e Joseane Baumann. Ela conta que se sente parte da festa quando está vestida tipicamente, além de ficar mais a vontade para aproveitar o evento. Mesmo assim, Joseane confessa que ter direito a desconto no ingresso é um incentivo para os oktoberfesteiros virem trajados. Mas quem pretende usufruir deste desconto deve ficar atento a algumas regras.

 

Regras do traje

 

Uma portaria publicada recentemente define as características de um traje de `fritz e frida´. O documento, elaborado pela Secretaria de Turismo e Parque Vila Germânica e pela Fundação Cultural, com o suporte da Associação de Grupos de Caça e Tiro de Blumenau e da Associação dos Grupos Folclóricos Germânicos do Médio Vale do Itajaí, detalha todas as peças que configuram, ou não, um traje típico germânico.

 

As características que definem um traje típico masculino, por exemplo, são:  chapéu, de uso opcional, em vários tons e forrado de pins; suspensório de couro ou embutido do mesmo tecido e cores da bermuda; colete, de uso opcional, de cor idêntica ou de tons que combinem com a bermuda ou a calça e camisa de tecido, com colarinho, de manga curta ou comprida, lisa e em tons claros ou xadrez.

 

A bermuda, calça longa ou até a altura do joelho; meia ou polaina, de uso obrigatório, na altura do joelho, com sapato ou botina fechado nas cores marrom ou preto também são consideradas peças compõem o traje típico. Quanto à renda grega, que às vezes é colocada no suspensório, não faz parte do traje. Porém, como a portaria foi publicada a poucos dias da festa, nesta 30ª edição da Oktoberfest organização irá aceitar esta descaracterização. A partir do ano que vem será cobrado conforme regulamentação.

 

Traje feminino

 

Para os trajes femininos, são considerados características típicas o chapéu ou tiara florida, de uso opcional; blusa em tons claros ou xadrez, com mangas bufantes, acompanhada de colete, que não deixe a barriga à mostra e que combine com as cores do traje; avental, de uso opcional, em tons combinando com o traje; vestido típico ou saia, com detalhes em renda ou bordado, de comprimento longo ou até a altura do joelho; meia ou polaina, de uso opcional, na altura do joelho e sapato ou sapatilha fechados.

 

Camiseta de malha ou camisa pólo; tênis, chinelo, sandália ou sapatilha aberta ou meia de futebol e traje feminino com comprimento acima do joelho são peças que não fazem parte do traje típico e que por isso não dão direito ao desconto de 50%  no ingresso de entrada. Mais informações os oktoberfesteiros encontram no site oficial da festa www.oktoberfestblumenau.com.br.

 


Fonte: Ricardo Stodieck, secretário de Turismo (9188-4981)

Assessora de Comunicação: Talita Catie (9254-7575)


 

Diretoria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Blumenau
47 3381-7527



30ª edição da Oktoberfest tem flash mob

 

Quem veio curtir a Oktoberfest na noite deste sábado, dia 5, e assistia o show da banda Freunde Musikanten, no Biergarten, pode conferir um flash mob organizado pela Cia Carona. A ação inusitada e divertida aconteceu por volta das 20h e contou com a participação de cerca de 180 pessoas, entre elas atores da Cia Carona e do Sinos Cia de Teatro, participantes dos grupos folclóricos Eintracht e Fritz Müller, Vovô e Vovó Chopão e a realeza da festa.

 

A ação iniciou com a melodia da Hallo Blumenau, tocada apenas com uma gaita, e com uma atriz, posicionada em frente ao palco, simulando ser uma pessoa da limpeza. Em seguida, um rapaz convida a moça para dançar e a partir desse momento mais pessoas se envolvem no flash mob, a música fica mais vibrante com a participação do instrumental da banda e o público é contagiado pela ação. Atores e pessoas comuns, vestidas com traje típico e fantasiadas, surgem de diversos pontos do Biergarten dançando, cantando e convidando os festeiros para aderirem ao flash mob.

 

A banda musical da EBM Machado de Assis entra no recinto e também dá sua contribuição com a música Ein Prosit. A realeza da festa, bem como o Vovô a Vovó Chopão sobem ao palco e aderem à coreografia. O flash mob foi realizado com a mistura dessas duas músicas alemãs bem conhecidas do público. Segundo Leo Kufner, ator e coordenador do trabalho, o intuito com essas duas músicas era incentivar e fazer com que o público não só dançasse, mas cantasse também.

 

O flash mob teve duração de mais ou menos sete minutos. Os participantes foram convidados através das redes sociais e apenas um ensaio foi realizado. Quem perdeu o flash mob poderá assistir ainda hoje, na própria Oktoberfest, trechos da apresentação no telão do setor 2. Na próxima semana o vídeo será divulgado nas redes sociais oficiais da 30ª Oktoberfest.

 

Fonte: Ricardo Stodieck, presidente da Vila Germânica (9188.4981)

Assessora de Comunicação: Juliana Damian Silva (9629-1991)

 



Comentários

deslogado
Qt0HCHBWT 30/01/2014, às 13:39

Wow! Everyone has a point of view. That is what makes America great. I am sure in other militaries they REALLY don\'t care who helps deenfd their borders.You should take Piers Morgan\'s place because he sucks at his new job.Maybe you should do a segment on why Brits are taking all of Americas media jobs. I don\'t care to hear it. http://nfxmhwejc.com [url=http://hdorfmirm.com]hdorfmirm[/url] [link=http://yiyrez.com]yiyrez[/link]

deslogado
Lxt2mm2JBfjz 13/01/2014, às 14:48

At last, soenmoe who knows where to find the beef

deslogado
EXWBmtKDi0q6 12/01/2014, às 07:55

Normally I ignore these spilkame requests, but in your case, I\'ll open up the blog to those with choices to make. All I can say is, it better be one hell of a personalized signing in my copy!~ FWIW, you rawk!


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2021 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade