Esta versão está descontinuada.

Acesse novo site do portal Brasil Alemanha:

https://www.brasilalemanha.com.br

Colunistas

08/09/2013

Polêmica: Quem acredita no Barak Obama? - por Ivar Hartmann*

Papai Noel! Com sua eterna capacidade de perdoar e esquecer. Quem lembra a história mundial recente ou acompanha qualquer tipo de informação não pode acreditar nos governos dos Estados Unidos. Nem grande parte da sua população acredita. Manietado e dependente dos bancos com sede em Nova York e da indústria bélica nacional, o dizer que seu presidente (Barack Obama) é o homem mais poderoso da terra, é piada. Poderosos são o conjunto bancário ou os conglomerados voltados para a guerra. Não faz muito os governantes americanos mandaram matar indiscriminadamente com napalm a população do Vietnã. Não viram quando os curdos eram mortos por Saddam Hussein com gases letais.  Atacaram o Iraque dizendo que havia armas de guerra terríveis nas mãos do mesmo Saddam. O primeiro amigo, colega, parceiro e protetor do famigerado Bin Laden quem foi? Nestas guerras, quantos milhares de soldados americanos morreram, foram mutilados ou ainda sofrem graves doenças psíquicas, por culpa de seus presidentes. Quantos milhares de famílias americanas pobres ou de classe média, ainda sofrem pelas guerras de que os Estados Unidos foram o mentor?  Fizeram um estudo: quem eram os soldados americanos que morriam nas guerras.  Quantos pertenciam a famílias ricas ou poderosas? O leitor imagina.
 

E o Barack quer outra guerra. No caso, na Síria. O presidente e seus pupilos de governo pouco estão preocupados se morrem mil ou dez mil sírios por gás ou por bombas. Se centenas de milhares fugiram para os países vizinhos. O que realmente interessa é liquidar seu sanguinário presidente-perpétuo, inimigo de Israel e diminuir a influência russa na região. Do espírito mercenário dos  chefes da Casa Branca e do Pentágono, falam bem a espionagem eletrônica que sofrem os governos do Brasil e o México. A parte política é apenas uma pontinha do importante. O que interessa é quanto vão ganhar as indústrias americanas sabendo de minúcias dos segredos mais bem guardados de nossas indústrias e dos mexicanos. Basta pagar que um funcionário americano, protegido dos cartéis, informará. E as indústrias dos países ricos, então? E os segredos mais segredos dos russos e chineses? Quanto valem? Nenhum país é amigo do outro. Certo. Mas a espionagem deve ser repelida e seus mentores dados como inidôneos para os interesses nacionais. É o que antigos aliados dos USA estão fazendo.
 

ivarhartmann@hotmail.com
 



Comentários

deslogado
jcB8TFUaw 25/01/2014, às 15:02

That\'s really thnkniig at a high level http://knhvquur.com [url=http://aiasexdg.com]aiasexdg[/url] [link=http://bzuqwrlzdag.com]bzuqwrlzdag[/link]

deslogado
neoR0FG4ktYl 09/01/2014, às 12:29

I can\'t hear aniynthg over the sound of how awesome this article is.

deslogado
BArhpuG68 08/01/2014, às 06:26

(1) A Casa da Criae7e3o, empresa de goimnisuo para televise3o, nasceu em 2001 como parte da NBP – Nicolau Breyner Produe7f5es. Com a compra da Media Capital pela Prisa a NBP juntou-se com a Plural espanhola, passando a designar-se como Plural Entertainment. Assim, a Casa da Criae7e3o passa a fazer parte desse grupo, cujo principal cliente e9 a TVI. Actualmente e9 dirigida pelo actor Adriano Luz.

deslogado
Ivo Eckert 09/09/2013, às 17:33

Pô ivar!. Não podias ser mais direto e preciso nos argumentos. Esta sempre foi a tônica da filosofia bélica dos EUA, aliás a única nação a lucrar com as guerras. As outras nações arrastadas para o campo de batalha pagaram a conta e lavaram as botas dos marines. Uma coisa lhes coube: ficaram sem tecnologia mas com os cemitérios abarrotados com seus filhos. Bem, vou encerrando porque a espionagem anda solta.


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2021 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade