Esta versão está descontinuada.

Acesse novo site do portal Brasil Alemanha:

https://www.brasilalemanha.com.br

Colunistas

02/10/2018

Os Invisíveis e outros filmes na programação dos Cinema Guion em Porto Alegre, RS

Os Invisíveis conta a incrível história real de quatro jovens que sobreviveram aos horrores da Segunda Guerra em Berlim.

Olá,
Queremos convidá-los para conferir a produção alemã OS INVISÍVEIS, em cartaz no Guion hoje, 3, e amanhã/4ª – 21h e, a partir de quinta/04/10, nos horários abaixo:

ESTREIA NACIONAL 

OS INVISÍVEIS – 110min/ 14 ANOS –

Guion Center 2 – 14h25 – 16h40 – 18h45 – 20h50

 

________________________________________________________________________________________________________

 

 

 

O filme conta a incrível história real de quatro jovens que sobreviveram aos horrores da Segunda Guerra em Berlim.

Estreia dia 04/10.

OS INVISÍVEIS

DIE UNSICHTBAREN-THE INVISIBLES | ALEMANHA | 2017 | 110min | DRAMA |   | 14 ANOS 

Direção: CLAUS RÄFLE

Roteiro: CLAUS RÄFLE, ALEJANDRA LÓPEZ

Elenco: MAX MAUFF | ALICE DWYER | RUBY O. FEE

 

Sinopse: Berlim, fevereiro de 1943: O Partido Nacional-Socialista declara a capital do Reich "livre de judeus".
Naquele momento, 7.000 judeus conseguiram se esconder dos olhos dos perseguidores.
Destes, perto de 1.700 sobreviveram aos horrores da guerra em Berlim.
OS INVISÍVEIS conta as histórias de quatro dessas testemunhas contemporâneas.
Hanni Lévy, que acaba de completar 17 anos, perdeu seus pais. Graças a seu cabelo loiro tingido,
ela é praticamente invisível para seus perseguidores e passeia ao longo da famosa avenida Ku'damm para passar o tempo.
Cioma Schönhaus também foi para a clandestinidade e leva uma vida aventureira, tornando-se um falsificador de passaportes,
trabalho por meio do qual ele salva a vida de dezenas de outros judeus.
E enquanto Eugen Friede se junta a um grupo de resistência que distribui folhetos antigovernamentais,
Ruth Arndt e um amigo, durante o dia, sonham com a vida na América, ao passo que, à noite,
ela finge ser uma viúva de guerra e serve comidas gourmet do mercado negro no apartamento de um oficial nazista.

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:


                             SEMANA 40/2018 – 04/(QUI) a 10(QUA)/ OUT/ 2018

ESTREIA NACIONAL

O FUTURO ADIANTE – 85min/ 12 ANOS –

Guion Center 1 – 14h – 15h40 – 17h20 – 19h

 

ESTREIA NACIONAL 

OS INVISÍVEIS – 110min/ 14 ANOS –

Guion Center 2 – 14h25 – 16h40 – 18h45 – 20h50

 

PRÉ-ESTREIA 06 DE OUT -

MINHA FILHA – 100min/ 14 ANOS –

Guion Center 1 – 22h10 

 

EM CARTAZ

UMA QUESTÃO PESSOAL – 82min/ 14 ANOS –

Guion Center 1 – 20h40 

 

UM PEQUENO FAVOR – 117min/ 14 ANOS –

Guion Center 3 – 14h15 – 18h25

 

SEM DATA, SEM ASSINATURA – 104min/ 12 ANOS –

Guion Center 3 – 16h25 

 

GAUGUIN – VIAGEM AO TAITI – 102min/ 12 ANOS –

Guion Center 3 – 20h35

                                         

                           PROGRAMAÇÃO POR SALA

 

           GUION CENTER 1

14h     – O FUTURO ADIANTE – 85min/ 12 ANOS 

15h40 – O FUTURO ADIANTE – 85min/ 12 ANOS 

17h20 – O FUTURO ADIANTE – 85min/ 12 ANOS

19h     – O FUTURO ADIANTE – 85min/ 12 ANOS

20h40 – UMA QUESTÃO PESSOAL – 82min/ 14 ANOS

               PRÉ-ESTREIA – 06 DE OUT – MINHA FILHA – Guion Center 1 – 22h10 

 

 

             GUION CENTER 2

14h25 – OS INVISÍVEIS – 110min/ 14 ANOS

16h40 – OS INVISÍVEIS – 110min/ 14 ANOS

18h45 – OS INVISÍVEIS – 110min/ 14 ANOS

20h50 – OS INVISÍVEIS – 110min/ 14 ANOS

 

 

            GUION CENTER 3

14h15 – UM PEQUENO FAVOR – 117min/ 14 ANOS

16h25 – SEM DATA, SEM ASSINATURA – 104min/ 12 ANOS

18h25 – UM PEQUENO FAVOR – 117min/ 14 ANOS

20h35 – GAUGUIN – VIAGEM AO TAITI – 101min/ 12 ANOS

 

 

                                          

                                   

                                      

           

 

         

GUION CENTER CINEMAS

www.guion.com.br

 

CENTRO COMERCIAL NOVA OLARIA

Rua Lima e Silva, 776/ Lj. 11 -  CIDADE BAIXA

90-050-100 - PORTO ALEGRE/ RS

(51)  3221-3122 – (RAMAL)

(51)  3221-7459 – (DIRETO) tarde/noite

 

GUION CENTER  CINEMAS

                 Facebook :    http://www.facebook.com/pages/Porto-Alegre-Brazil/Guion-Cinemas/108679769153124     (FANPAGE DOS CINEMAS GUION)

                                       https://www.facebook.com/pages/GuionArte-Cinemas/526247287509328?fref=ts       (FANPAGE DA GALERIA GUION ARTE)

AMIGOS DO GUION: https://www.facebook.com/groups/420111041460780/?fref=ts

                      Twitter: http://twitter.com/GuionCenter

 

 

 

__________________________________________________________________________________________________________________________

 

UMA DOCE COMÉDIA DRAMÁTICA ARGENTINA SOBRE A AMIZADE

O FUTURO ADIANTE

EL FUTURO QUE VIENE | 2017 | ARGENTINA | 85min | COMÉDIA DRAMÁTICA | 12 ANOS

Direção e Roteiro: CONSTANZA NOVICK

CoProdução: GONZALO BUBIS & CONSTANZA NOVICK

Fotografia: JULIÁN APEZTEGUIA

Montagem: ROSARIO SUÁREZ & GONZALO DEL VAL

Música: ROSARIO ORTEGA & SOFÍA VITOLA

Elenco: DOLORES FONZI | PILAR GAMBOA | JOSÉ MARIA YAZPIK | VALERIA LOIS FLOR DYSZEL

             CHARO DOLZ DOVAL | VICTORIA PARRADO | ESTEBAN BIGLIARDI | FEDERICO LEÓN

             VIOLETA NARVAY | SOFÍA PODLISCHEVSKY

IMPRENSA

“Honesto e inteligente” - La Nación

 

“Uma agradável surpresa sobre a amizade feminina... Pilar Gamboa e Dolores Fonzi brilham” EscribiendoCine

 

“Um retrato sincero sobre a amizade entre mulheres... Ao longo da história vemos mulheres que sofrem, que se apoiam, que se preocupam, que enlouquecem. Tudo isso construído sob um universo feminino que evita completamente os estereótipos e também escapa dos mitos feitos em torno do gênero.”

Visión del Cine

 

“Os créditos iniciais que abrem O FUTURO ADIANTE são, sem dúvida, umas das cenas mais belas do cinema argentino em muito tempo” – Cinemarama

 

O FUTURO ADIANTE é o primeiro e elogiado longa dirigido pela portenha CONSTANZA NOVICK, que também escreveu o roteiro e coproduziu o filme. Estrelado por DOLORES FONZI, uma das mais talentosas atrizes argentinas, já vista no Guion em grandes filmes, “PAULINA”, “TRUMAN”, “A CORDILHEIRA” e “NEVE NEGRA”. Foi casada com o ator mexicano Gael García Bernal.

Constanza Novick e a atriz Dolores Fonzi são amigas na vida real. Antes de “O Futuro Adiante”, elas criaram a série “SOY TU FAN”, escrita pelas duas.

 

Sinopse: Romina e Flor possuem uma história de amizade que resiste ao tempo.

Desde o primeiro amor até o primeiro divórcio, entre problemas, encontros e desencontros,

as amigas atravessam diferentes etapas da vida juntas.

 

PILAR GAMBOA (“O Incêndio”) e JOSE MARÍA YAZPIK (“Os Amantes Passageiros” e “Vidas Que Se Cruzam”)

 

Trailer:   bit.ly/OFuturoAdiante_trailer

 

Exibido no Festival de Toronto, o filme também participou do Festival de Miami, de Palm Springs, de Barcelona e do Festival do Rio.

O filme é uma viagem emocional ao interior de uma amizade.

A produção é de Lisandro Alonso, diretor do aclamado “Jauja”.

A Direção de Fotografia é assinada por Julián Apezteguia de “Abutres” e “O Clã”, ambos dirigidos por Pablo Trapero.

 

 

SINOPSE

Romina e Flor possuem uma história de amizade que resiste ao tempo. Desde o primeiro amor até o primeiro divórcio, entre problemas, encontros e desencontros, as amigas atravessam diferentes etapas da vida juntas.

BIOGRAFIA DA DIRETORA CONSTANZA NOVICK

Constanza Novick nasceu em Buenos Aires. É formada em História da Arte pela Universidade de Buenos Aires. Trabalhou como roteirista e produtora de vários projetos para cinema e televisão. Escreveu o roteiro de “¿SABÉS NADAR?” dirigido por Diego Kaplan. Escreveu e dirigiu o curta-metragem de “SAMANTHA” exibido nos festivais de cinema de Guadalajara, BAFICI e Vila do Conde. Ela também escreveu e produziu a série “SOY TU FAN” (2010), criada por ela e por Dolores Fonzi. O FUTURO ADIANTE é seu primeiro longa-metragem e foi exibido no Festival de Toronto.

 

 

 

MINHA FILHA

FILGIA MIA | ITÁLIA | 2018 | 100min | DRAMA |

Direção: LAURA BISPURI

Roteiro: FRANCESCA MANIERI & LAURA BISPURI

Fotografia: VLADAN RADOVIC

Edição: CARLOTTA CRISTIANI

Música: NANDO DI COSIMO

Elenco: VALERIA GOLINO/ ALBA ROHRWACHER/ SARA CASU
              UDO KIER/ MICHELE CARBONI 

 

Exibido no Festival Internacional de Cinema de Berlim

em 22 de fevereiro desse ano MINHA FILHA

É um conto lúdico sobre impasses e conciliações

Um dos achados do Festival de Berlim de 2018, longa-metragem da italiana Laura Bispuri
celebra a maternidade numa trama sobre disputa parental, que redefine a representação da Sardenha nas telas

Rodrigo Fonseca

 

SINOPSE:

A guarda de Vittoria, uma menina de dez anos, está sob disputa de duas mães:
a de criação e a biológica, que deseja tê-la de volta.
No centro do conflito, Vittoria se vê obrigada a lidar com questões existenciais
muito acima do seu nível de maturidade e a fazer uma escolha que a afetará para sempre.

 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?time_continue=1&v=kUy5DePNJx4

 

 

 

 

HOMECINEMATV E DVDTEATROFESTIVAIS E EVENTOSBLOGSITE ANTIGO

‘Minha filha’: um conto lúdico sobre impasses e conciliações

Um dos achados do Festival de Berlim de 2018, longa-metragem da italiana Laura Bispuri celebra a maternidade numa trama sobre disputa parental, que redefine a representação da Sardenha nas telas

por Rodrigo Fonseca

 

27 de setembro de 2018  

Minha Filha 11 de outubro Laura Bispuri Figlia Mia

Rodrigo Fonseca

Mais comovente de todos os concorrentes ao Urso de Ouro de 2018, o drama italiano “Minha filha”, de Laura Bispuri vai ser o presente de Dia das Crianças do circuito brasileiro: chega aqui no dia 11 de outubro. Foi anunciado hoje que a produção vai integrar o painel do 62º BFI London Film Festival (10 a 21 de outubro), demarcando entre as telas do Reino Unido a força de uma das mais potentes realizadoras do Velho Mundo na atualidade.

 

Caudaloso retrato sobre o amor de mãe, esta reinvenção do mito salomônico sobre uma criança com duas possíveis genitoras contagiou a Berlinale ao mergulhar no pântano do melodrama. Neste longa se deu a sequência mais catártica de todo o Festival de Berlim deste ano: a brilhante atriz Alba Rohrwacher e a pequena Sara Casu, de 11 anos, depositam toda a energia que têm a cantar “Questo Amore Non Si Tocca”, hit da canzione italiana gravado por Gioanni Bella. As duas cantam como se brincasse de karaokê, diluindo as fronteiras de idade e hierarquia familiar que as separam. Alba é a alcoólatra Angélica, uma mulher afeita ao prazer. Sara é Vittoria, uma menina de 9 anos que tem duas mães: Angélica de um lado; e a recatada Tina (vivida por Valeria Golini) do outro. Ambas as adultas disputam, à sua maneira, o coração da menina.

 

Há tampos a Itália não conquistava espaço na disputa pelo Urso dourado e, tampouco, conseguia uma visibilidade internacional, a partir do evento alemão, tão grande quanto a que Figlia Mia alcançou em fevereiro, por aliar uma dramaturgia capaz de evitar obviedades a um refinamento visual, na fotografia de Vladan Radovic. As lentes dele revelam espaços da Sardenha que antes não pareciam perceptíveis. A Sardenha deste segundo longa-metragem de La Bispuri é baseada nas informações que ela saca das memórias de A.M. Homes, fonte do argumento. Seu ambiente de ação é um lugar de pesca e de criação de cavalos, lar de um povo alheio às transformações culturais das metrópoles ao seu redor.

 

Filha Minha Minha filha Figlia Miadownload Figlia Mia Minha Filha

Seu filme fala de um povo que poderia ser chamado de rústico, mas que é, apenas, aferrado a suas raízes, um pouco como a aldeia de pescadores de “La Terra Trema” (1948), de Luchino Visconti, uma espécie de ancestral indireto (e neorrealista) da estética que Laura tenta criar. Seu filme não é preso a amarras documentais ou a não-atores. Pelo contrário, é um filme que serve de apoteose para grandes atrizes de apelo midiático (Valeria Golino, Alba Rohrwacher). O longa-metragem afirma o traço autoral da cineasta de apresentar mulheres fortes em ambientes tradicionalmente dominados por machos, como se viu antes em seu longa anterior, “Vergine Giurata”, lançado em 2015, também com Alba.

 

Alba é a alcoólatra Angélica, uma mulher afeita ao prazer. Sara é Vittoria, uma menina de 9 anos que tem duas mães: Angélica de um lado; e a bem comportada Tina (vivida por Valeria Golini) do outro. Ambas as adultas disputam, à sua maneira, o coração da menina numa história que evoca, conscientemente, o mito bíblico de Salomão: o rei foi consultado por duas senhoras que reclamavam o direito de ser mãe de uma criança e ele sugeriu que o bebê fosse cortado ao meio, a fim de ficar um pedaço para cada uma. No mito, a mulher que se recusasse a ferir o bebê seria a mãe. Renunciar é saber amar. E esta sabedoria que Laura busca entender a partir do pathos de suas protagonistas: qual delas terá de abrir mão de Vittoria? Ou haverá outro caminho, o da conciliação? Até agora, essa dúvida já percorreu dez festivais internacionais de peso, ajudando a forjar o prestígio de Bispuri.

 

http://diariodeumcinefilo.blogspot.com/2018/07/minha-filha.html

 

 

__________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

UM PEQUENO FAVOR

A SIMPLE FAVOR | EUA | 2018 | CRIME-MISTÉRIO-THRILLER | 117min | 16 ANOS

Direção: PAUL FEIG

Roteiro: JESSICA SHARZER

Elenco: BLAKE LIVELY | ANNA KENDRICK | HENRY GOLDING | LINDA CARDELLINI | RUPERT FRIEND
             ERIC JOHNSON | JEAN SMART | SARAH BAKER | GIA SANDHU | GLENDA BRAGANZA

BLAKE LIVELY, atriz vista no Guion em POR TRÁS DOS SEUS OLHOS e ANNA KENDRICK (indicada ao OSCAR em 2009), de quem exibimos SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO e AMOR SEM ESCALAS, são as duas protagonistas deste filme. Ambas estão com desempenhos dos mais destacados de suas carreiras!

 

★★★★The Guardian -  por Wendy Ide

A acidez e a malícia tornam essa comédia tão intoxicante quanto os martínis no meio da tarde tomados pelos dois personagens centrais [...] Kendrick está em um de seus personagens mais “limpos” e convincentes [...]  O filme ganha pontos extras pela trilha sonora cheia de pop francês dos anos 60.

 

★★★★Variety -  por Amy Nicholson

Neste thriller inteligente, complicado e sexy, flashbacks são usados para dizer a verdade [...] Contrariando o “comum” em filmes de investigação, um dos prazeres do filme é a revelação gradual de Stephanie (Anna Kendrick) para nós, mesmo quando ela está descobrindo coisas sobre si mesma.

 

★★★Chicago Sun-Times -  por Richard Roeper

Em "Um Pequeno Favor", quanto mais louco, mais divertido fica [...] A energia e o ritmo das trocas entre as atrizes são uma coisa real de se ver. Kendrick está em uma das melhores performances de sua carreira e Lively acerta no tom como uma femme fatale perturbada.

 

★★★The Hollywood Reporter -  por Jon Frosch

“Um Pequeno Favor” é um colírio para os olhos em forma humana, vestuário e imobiliária, bem como o talento do diretor e das atrizes [...] Traz a discussão de como as mulheres são rotuladas em papéis que sufocam sua complexidade. No entanto, nunca alcança a mistura de humor e perigo que parece buscar.

 

SINOPSE

Uma viúva de uma pequena cidade do Connecticut, mãe de um garoto, apresenta um programa na internet onde ensina receitas,
tudo com uma visão positiva e otimista do mundo. Ninguém assiste, até o dia em que começa a falar da amiga que desapareceu.

Quando a “nova amiga” de Stephanie (ANNA KENDRICK) pede para ela pegar seu filho na escola e depois desaparece misteriosamente,
Stephanie procura descobrir a verdade por trás do súbito desaparecimento de Emily (BLAKE LIVELY).
Stephanie é acompanhada pelo marido de Emily, Sean (HENRY GOLDING) neste thriller cheio de reviravoltas e traições,
segredos e revelações, amor e lealdade, assassinato e vingança.

 

 

Trailer: https://www.facebook.com/guion.cinemas/videos/2015116855193609/

 

_________________________________________________________________________________________

 

 

"Um  profundo  estudo  da  guerra" -  The  Hollywood  Reporter

 

"Uma  lição  de  vida  tão  bela  quanto  a  esperança."  Télérama  

 

“Na  busca  do  jovem  Milton,  encontramos  esse  modo  de  vincular

 os  destinos  pessoais  a  um pano de  fundo  histórico  que  tem  sido  a  força  dos  filmes  dos  diretores. Positif

Os  irmãos  Taviani  adaptam  um  romance  de  Beppe Fenoglio  e  o 
renovam  com  a  força  poética  de  sua  obra  mais  famosa,  "Pai  Patrão”.
Studio  Magazine

“Sente-se os Taviani  movidos  e  inspirados  pelo  tema.” Le  Nouvel Segolene Observateurs

 

“Uma  bela  lição  de  modernidade.”  Première 

 

UMA QUESTÃO PESSOAL

UNA QUESTIONE PRIVATA / ITÁLIA-FRANÇA/ 2017/ 82 min/ DRAMA/ 14 ANOS
Direção e Roteiro: PAOLO TAVIANI & VITTORIO TAVIANI
Adaptado  livremente  da  obra  “Una  questione  privata” de BEPPE FENOGLIO 
Produção: DONATELLA PALERMO, ERMANNO OLMI, ELISABETTA OLMI, SERGE  LALOU  E  ERIC  LAGESSE 
Fotografia: SIMONE  ZAMPAGNI 
Montagem: ROBERTO PERPIGNANI 
Música: GIULIANO TAVIANI & CARMELO TRAVIA
Elenco: LUCA MARINELLI como Milton
LORENZO  RICHELMY
  como  Giorgio
VALENTINA  BELLÉ  como  Fulvia
FRANCESCA  AGOSTINI  como  Jovem  Fazendeira
JACOPO OLMO ANTINORI  como  Jim
ANTONELLA  ATTILI  como  Concetta 

UMA QUESTÃO PESSOAL é o último filme em conjunto dos grandes diretores italianos Paolo e Vittorio Taviani, irmãos que dirigiram obras marcantes do cinema. Vittorio faleceu em abril deste ano.

Alguns dos grandes trabalhos dos irmãos Taviani são: Pai Patrão (vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes), A Noite de São Lourenço (vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes) e César Deve Morrer (vencedor do Urso de Ouro de Melhor Filme no Festival de Berlim).

O filme é uma adaptação do romance "Una questione privata" de Beppe Fenoglio e foi destaque no 8 1/2 Festa do Cinema Italiano deste ano.

Um dos produtores do filme é Ermanno Olmi, outro grande diretor italiano, que fez A Árvore dos Tamancos (vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes). Olmi também faleceu neste ano.

 

SINOPSE: Verão de 1943, Piemonte, Itália. Em 1943, Milton, um jovem partidário italiano, está dividido entre o movimento de resistência e sua obsessão pela jovem Fulvia durante a Segunda Guerra Mundial. Ele descobre que ela está apaixonada por seu melhor amigo Giorgio e decide ir atrás dele por amor a ela. Só que Giorgio acabou de ser preso pelos fascistas.

 

SOBRE O FILME

UMA QUESTÃO PESSOAL marca o último trabalho em conjunto dos grandes diretores italianos e irmãos Paolo e Vittorio Taviani. Vittorio faleceu em 15 de Abril de 2018.

O filme é uma adaptação do romance "Una questione privata" de Beppe Fenoglio.

UMA QUESTÃO PESSOAL foi exibido na mostra Mestres do Festival de Toronto. Participou também dos Festivais de Roma, Busan, Haifa, Sevilha, da Mostra de São Paulo e foi destaque no 8 ½ Festa do Cinema Italiano. Ermanno Olmi, outro grande diretor italiano, de A Árvore dos Tamancos (vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes em 1978), produziu UMA QUESTÃO PESSOAL, ao lado de sua filha Elisabetta Olmi. Ermanno faleceu em 5 de Maio de 2018.

 

NOTA DOS DIRETORES

Hoje, em nosso tempo ambivalente, época de uma guerra contra a qual não lutamos, Fenoglio nos impressionou fortemente com seu romance “Una questione privata”: o amor louco e o ciúme de Milton, o protagonista, que sabe apenas a metade e quer sabe tudo. Começamos a partir daqui para evocar, numa longa e obsessiva jornada, um drama que queria ser pessoal, privado: um drama sobre um amor inocente que também é culpado, porque durante os dias brutais da Guerra Civil o destino de cada pessoa se mistura com o destino da comunidade. Paolo e Vittorio Taviani

 

BIOGRAFIA DOS DIRETORES PAOLO E VITTORIO TAVIANI

Paolo Taviani nasceu em San Miniato, Itália, em1931. Seu irmão mais velho, Vittorio, nasceu em1929. Vittorio estudou Direito e Paolo estudou Artes, ambos na Universidade de Pisa. Se interessaram por cinema após assistir “Paisà” de Roberto Rossellini, vendo a força da linguagem cinematográfica. Os irmãos Taviani produziram obras únicas, marcantes, com um estilo próprio e autoral, que os colocaram na história do cinema mundial. Juntos abordaram temas sociais e políticos, e adaptaram algumas grandes obras literárias para o cinema. Seus filmes foram exibidos e premiados nos maiores festivais de cinema do Mundo. Algumas das suas obras mais aclamadas: Pai Patrão - Palma de Ouro no Festival de Cannes 1977 / A Noite de São Lourenço - Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes 1982 / Kaos - Festival de Veneza 1984(Adaptado da obra de Luigi Pirandello) / Bom Dia Babilônia - Festival de Cannes 1987/ César Deve Morrer - Urso de Ouro de Melhor Filme no Festival de Berlim 2012 (Adaptado da obra de Shakespeare).


________________________________________________________________________________________________

 

"O diretor iraniano Vahid Jalilvand consegue encenar um drama íntimo e social, emocional e filosófico, de poder excepcional." Le Figaro

“Um drama bem-sucedido, excepcionalmente bem interpretado, que explora questões de culpa e responsabilidade na sociedade ” – Variety


SEM DATA, SEM ASSINATURA
FOI ESCOLHIDO PARA REPRESENTAR O IRÃ NO OSCAR 2019!

 

“Sem Data, Sem Assinatura” é mais uma preciosidade do cinema Iraniano, e saiu vencedor no  
FESTIVAL DE VENEZA
MELHOR DIRETOR E MELHOR ATOR (NAVID MOHAMMADZADEH)

SEM DATA, SEM ASSINATURA

BEDOUNE TARIKH, BEDOUNE EMZA / IRÃ / 2017 / 104min / DRAMA/ 12 ANOS
Direção: VAHID JALILVAND
Roteiro: ALI ZARNEGAR & VAHID JALILVAND

Fotografia: PEYMAN SHADMANFAR

Edição: VAHID JALILVAND, SEPEHR VAKILI

Música: PEYMAN YAZDANIAN

Figurino: MOHSEN NASSROLLAHI

Elenco: AMIR AGHA’EE, NAVID MOHAMMADZADEH, HEDIYEH TEHRANI , SA’EED DAKH, ALIREZA OSTADI, ZAKIYEH BEHBAHANI

“Sem Data, Sem Assinatura” chega aos cinemas Guion dia 20 de setembro!
Assista ao trailer: http://bit.ly/semdatasemassinatura

SINOPSE: Ao sofrer um acidente de carro, um médico fere um garoto de 8 anos. Ele se oferece para levar a criança a uma clínica, mas o pai recusa sua ajuda. Na manhã seguinte, no hospital onde trabalha, o médico descobre que o menino aguarda por sua autópsia. Ele enfrente o dilema se é o responsável pela morte da criança.

 

Entre as diversas fortes produções do cinema iraniano, que já mostrou sua competência levando dois Oscar de Melhor Filme Estrangeiro para o país, “Sem Data, Sem Assinatura” se destacou não só em seu território. O filme tem 92% de aprovação no Rotten Tomatoes pela crítica e 100% pelo público, e saiu vencedor dos prêmios de Melhor Direção e Melhor Ator Mostra Horizontes do Festival de Veneza.



Comentários

Participe! Aqui sua opinião vale muito.


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2021 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade