Colunistas

04/04/2019

Mostra 175 anos da Sociedade Brasileira Humboldt do Rio | Cinema Brasil – Alemanha De 12 a 14 de abril/2019

Local: CASA DE CULTURA LAURA ALVIM Endereço: Av. Vieira Souto, 176 - Ipanema - Rio de Janeiro - RJ ENTRADA GRATUITA Programação:www.sociedadehumboldt.org.br/mostrasbh

 

Programação:

12/04 – Sexta-feira
 

18h - OS MUCKER

Direção: Jorge Bodanzky e Wolf Gauer

FIC | 1h 47min| 1978 | Classificação: 16 anos | Brasil

Sinopse: Em 1824, os primeiros colonos alemães começa a chegar ao Brasil. Na década de 1870, a região de Sapiranga, no Rio Grande do Sul, testemunha a chegada de um novo conceito de formação de comunidades: os Mucker, imigrantes germânicos instalados na região, que decidem criar uma sociedade própria, inspirada em conceitos bíblicos, auto-suficiente e isolada das outras colônias. Comandados por Jacobina Mentz, uma beata, esse novo grupamento, no entanto, encontrará resistência por parte de seus vizinhos e das forças militares brasileiras. Em 1874, a comunidade é invadida por tropas do Exército e da Guarda Nacional.

Prêmios:

Festival de Gramado (1979) – Melhor Direção, Melhor Atriz para Marlise Sauressig e Melhor Cenografia para Dorlay Schumacher

Festival de Brasília (1979) – Melhor Direção, Melhor Atriz para Marlise Sauressig e Melhor Cenografia para Dorlay Schumacher / indicado na categoria de Melhor Filme

Prêmio Air France (1979) – Melhor Filme e Melhor Direção

Biografia do Diretor:

Jorge Bodanzky nasceu em São Paulo, em 1942. Formado em cinema pela Escola de Design de Ulm, na Alemanha, iniciou sua carreira como fotógrafo, atuando em diversos órgãos da imprensa, entre eles a revista Realidade e o Jornal da Tarde.

Sua estreia como diretor de cinema e sua ligação com a Amazônia aconteceram na década de 70, com "Iracema - uma transa amazônica”, que denunciava a devastação da floresta e o modelo equivocado de ocupação.

Este documentário ficcional, um dos filmes brasileiros mais premiados da década em festivais nacionais e internacionais, abriu caminho para uma sólida carreira, que inclui mais de 10 longa-metragens e dezenas de documentários para as TVs brasileira, alemã, francesa e italiana, como diretor, fotógrafo e produtor.

Sua passagem para a Internet se deu a partir de um CD-Rom sobre a Amazônia, encomendado pelo governo brasileiro para ser apresentado aos integrantes da reunião do G-7, na Alemanha, em 1997. Além disso, realizou vários outros trabalhos nesta área, como os CD-ROMs para a Rio Filme sobre o Cinema Brasileiro dos Anos 60 e para o Arquivo Nacional sobre o Rio 500 anos (O Rio de Janeiro no século XVI), além de sites para o IBAMA, UNESCO, Governo do Amapá e Parque Nacional do Itatiaia.

Finalizando série de 6 capítulos "Transamazônica uma estrada para o passado na HBO. Atualmente assina uma coluna em video para a revista Zum do Instituto Moreira Salles

www.jorgebodanzky.blogspot.com 

 

20h - DIE ANDERE HEIMAT - A OUTRA PÁTRIA

Direção: Edgar Reitz

Ficção | Duração: 3h 51min | Ano: 2013 | Alemanha

Sinopse:

Em uma vila da região do Hunsrück, no meio do século 19, Jacob é o filho mais novo de uma família pobre de agricultores e artesãos. Mesmo com suas condições precárias de vida, ele cultiva o habito da leitura, agarrando qualquer livro que chegue às suas mãos. Com um anseio de ir para o Brasil recomeçar a vida, ele aprende as línguas da selva indiana, traçando aventuras e fantasias em sua cabeça. No entanto, suas tentativas de emigrar para o Brasil são sempre frustradas por novos obstáculos. Ele e sua família precisam tomar uma decisão que mudará para sempre suas vidas: ficar ou deixar a sua casa para sempre. 

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=o5AFlhyrylM (em alemã 

Participação em Festivais e Prêmios:

70o Festival de Veneza (2013) – premiére

Festival Internacional de Cinema de Toronto (2013)

15o Festival do Rio (2013) – Mostra Foco Alemanha

Prêmio do Cinema da Baviera 2013 - Bayerischer Filmpreis 2013 (Melhor Produção, Melhor Argumento)
Prêmio da Crítica Alemã de Cinema 2013 - Preis der Deutschen Filmkritik 2013 
(Melhor Filme, Melhor Fotografia)

Prêmio do Cinema Alemão 2014 - Deutscher Filmpreis 2014 (Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Argumento)

 

13/04 – Sábado

18h - STEFAN ZWEIG: ADEUS EUROPA

Direção: Maria Schrader

FIC | 1h 46min| 2016 | Classificação: 12 anos | Áustria, Alemanha e França

Sinopse: Em 1936, fugindo do nazismo na Europa, o ilustre escritor austríaco de origem judaica Stefan Zweig desembarca no Novo Mundo, percorrendo Rio de Janeiro, Bahia, Buenos Aires, Nova York e Petrópolis. Apaixonado pelo Brasil, inicia a escrita de um novo livro, tendo a terra como tema, e decide se instalar na cidade imperial em 1941. Porém, atormentado pelo crescimento da intolerância, da barbárie e do autoritarismo na Europa, e sentindo-se impotente por não poder ajudar seus conterrâneos a escapar do horror nazista, Zweig sucumbe aos fantasmas do exílio.

Trailer:  https://www.youtube.com/watch?v=QAdhhvfc4vs

Filmografia da diretora: Uma das atrizes mais aclamadas da Alemanha, Maria Schrader, foi duas vezes vencedora do Prêmio Alemão de Cinema e duas vezes vencedora do Prêmio de Cinema da Bavária. STEFAN ZWEIG – ADEUS, EUROPA é seu segundo longa-metragem como diretora. Por ele, Maria Schrader foi novamente indicada por Melhor Direção no Prêmio Alemão de Cinema.

 

20h – WALACHAI*

Direção: Rejane Zilles

Documentário | Duração: 1h 24min| Ano: 2013| Classificação: Livre | Brasil

*Após a Sessão, haverá um bate-papo com presença da diretora

Sinopse: Walachai em alemão antigo significa lugar longínquo, perdido no tempo. Habitantes destacolônia e de outros povoados rurais do Sul do Brasil, comunicam-se em dialeto alemão transmitido pelas gerações de descendentes e no entanto nada sabem de sua Alemanha de origem. São todos brasileiros e se identificam como tal. O documentário conecta o público do Brasil urbano contemporâneo a uma forma diferente de viver, revelando um pedaço de Brasil ainda desconhecido.

Trailerhttps://www.youtube.com/watch?v=hFdH2Jai37w

Site: www.walachai.wordpress.com

 

Participações em Festivais e Prêmios:

33ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (2009)

14º Festival Audiovisual de Florianópolis (2010)

28º FilmFest München (Munique / Alemanha 2010)

38º Festival de Cinema de Gramado (2010)

Festival de Cinema e Vídeo Rural de Piratuba (Piratuba / SC 2010) - Prêmio de Melhor Trilha Sonora

6º BrasilCine (Estocolmo / Suécia 2010)

6º Brasilianisches Filmfestival (Berlin / Alemanha 2010)

CineSul 2011 – Festival Ibero Americano de Cinema e Video (Rio de Janeiro /RJ 2011)

24o. Neue Heimatfilmfest (Freistadt/ Austria 2011)

5o. Festival Cine Música (Conservatória /RJ 2011)

 

14/04 – Domingo

17h - FÜR IMMER - GERAÇÕES

Direção: Marcelo Collar

Documentário| Duração: 47 min | 2018 | Classificação: Livre | Brasil

Sinopse: O documentário faz um recorte de uma região no sul do Brasil colonizada por imigrantes alemães, revelando como diferentes pessoas se relacionam com a cultura alemã ou com aquilo que percebem como sendo a cultura alemã. O filme fala também sobre o êxodo rural e as dificuldades enfrentadas por descendentes de imigrantes durante a Segunda Guerra Mundial.

Trailer:https://youtu.be/ib6vrxjVMqc


18h - OUTRO SERTÃO

Direção: Soraia Vilela; Adriana Jacobsen

Documentário| Duração: 1h 13min | 2013 | Classificação: 10 anos | Brasil

Sinopse: Um documentário sobre a estadia de João Guimarães Rosa na Alemanha nazista. O filme resgata a experiência do então vice-cônsul em Hamburgo, entre 1938 e 1942. Através de imagens de arquivo da época, documentos, testemunhos de pessoas que o conheceram e uma entrevista inédita com o próprio escritor, o filme rastreia os quatro anos vividos por Guimarães Rosa em Hamburgo e revela novos aspectos de sua biografia. Trechos de cartas, contos e anotações revelam suas impressões pessoais e esboçam o cenário no qual ele viveu.

Trailer: https://vimeo.com/74856362

Prêmios:

Prêmio Especial do Júri, 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, 2013.

Prêmio de melhor documentário brasileiro, 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, 2013. 

Prêmio de melhor filme, melhor direção e melhor uso de material de arquivo no REcine, Festival Internacional de Cinema de Arquivo, Rio de Janeiro, 2014. 

Prêmios de melhor filme, melhor direção, melhor roteiro e melhor montagem, 9º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões, Piauí, 2014.

19h30 - CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS

Direção: Marcelo Gomes

Ficção| Duração: 1h 39min | Ano: 2005 | 14 anos | Brasil

Sinopse: Em 1942, no meio do sertão nordestino, dois homens vindos de mundos diferentes se encontram. Um deles é Johann, alemão fugido da 2ª Guerra Mundial, que dirige um caminhão e vende aspirinas pelo interior do país. O outro é Ranulpho, um homem simples que sempre viveu no sertão e que, após ganhar uma carona de Johann, passa a trabalhar para ele como ajudante. Aos poucos, surge entre eles uma forte amizade.

Trailer:https://www.youtube.com/watch?v=iruX5aGznlI&t=8s

Participações em Festivais e Prêmios:

Estreia Brasil – 19 de Abril de 2006

Prêmio ABC de Melhor Fotografia – Mauro Pinheiro Jr.

Prêmio ACIE – Indicado a Melhor Filme e Melhor Fotografia

Festival de Cannes (2005) – Prêmio do Sistema de Educação Nacional da França

Grande Prêmio de Cinema Brasileiro (2007) -  Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Fotografia, Melhor Edição

Festival de Cuiabá – Melhor Ator, Melhor Filme, Melhor Produção

Guadalajara Mexican Film Festival – Melhor Ator, Melhor Filme (Júri Ibero-Americano)

Lima Latin American Film Festival - Prêmio Revelação, Prêmio da Crítica

Mar del Plata Film Festival (2006) – Melhor Filme Ibero-Americano, Melhor Filme

Festival do Rio (2005) – Melhor Ator, Prêmio Especial do Júri (Marcelo Gomes)

APCA Associação de Críticos de São Paulo (2006) – Melhor Filme, Melhor Fotografia

Mostra Internacional de São Paulo (2005) - Prêmio da Crítica, Melhor Ator (Prêmio do Júri Internacional)

 

Sobre a SBH

O passado da Sociedade de Beneficência Humboldt (SBH) está intimamente ligado ao da colônia alemã do Rio de Janeiro. A partir de 1840, cerca de mil imigrantes por ano, em sua maioria artesãos, estabeleciam-se no Rio de Janeiro atraídos pelos incentivos à imigração. No início, muitos destes lutavam com dificuldades, o que levou à fundação do Deutscher Hilfsverein (Sociedade de Beneficência Allemã), em 23 de fevereiro de 1844. Para garantir uma educação adequada aos filhos dos imigrantes, a Sociedade decidiu fundar sua própria escola. Em 1862, a Deutsche Schule (Escola Alemã) iniciou suas atividades. Em 1947, passou a chamar-se Colégio Cruzeiro e, atualmente, possui duas unidades em funcionamento, no Centro e em Jacarepaguá, soma cerca de 4.000 alunos e é uma das escolas mais antigas e tradicionais da cidade.

Completando 175 anos de serviços ao Rio de Janeiro, atualmente a Sociedade de Beneficência Humboldt é responsável pelo Colégio Cruzeiro e pelo Retiro Humboldt, lar de idosos fundado em 1935 e localizado em Jacarepaguá. Ao longo de seus anos de atuação, foi além de seu objetivo inicial de auxiliar os imigrantes alemães recém-chegados ao Brasil e é, hoje, parte inegável da história da cidade e da vida de milhares de pessoas que estudaram, trabalharam, foram atendidas pelos trabalhos de Ação Social ou moraram no Retiro Humboldt. Perfeitamente integrada na sociedade brasileira, a SBH é uma ponte importante entre as culturas brasileira e alemã.

http://www.sociedadehumboldt.org.br

Informações:

Plano & Mídia Assessoria de Imprensa: (21) 2256-4347

Marcela Esteves: (21) 99125-1979

Carla Baptista: (21) 99138-7160

 

Comunicação Estratégica SBH

Livia Torres: (21) 97287-3197



Comentários

Participe! Aqui sua opinião vale muito.


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2020 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia