Colunistas

17/02/2018

Momento de ação - por Ivar Hartmann*

Lá atrás, no começo da Lava Jato, disse o advogado de um envolvido: “Mas porque o espanto? Quem não sabe que não se coloca um paralelepípedo em uma rua sem comissão?”.

Baseado nisso quero lembrar aos diretores de escola e presidentes de APM, que está na hora de ensinar aos alunos o que é cidadania. Ao menos em duas cidades. Em Novo Hamburgo-RS, conhecida como Capital Nacional do Calçado, uma obra de muitos milhões vai remodelar uma praça e várias ruas adjacentes.

Empreitada grande: água, esgoto, fiação, iluminação, paisagismo, calçamento, asfalto, etc. Obra múltipla em que se houver algum safado envolvido, dinheiro público será desviado e o cidadão é que vai pagar.

Muito próximo a esta futura ação municipal, duas escolas de segundo grau, uma pública, o Colégio 25 de Julho, outra particular, o Colégio Marista, começam as aulas e tem APMs. Que exemplo se pais e mestres estudassem o que se pretende fazer, por exemplo, ver os projetos propostos e concorrências. Trabalho de formiguinha destinado a fiscalizar o dinheiro público e ensinar os jovens de suas responsabilidades. Há alguma informação de desvio de verba? Nenhuma.

Apenas há que fiscalizar para que não ocorra nada de errado. A ocasião faz o ladrão, diz o ditado. E certamente nestes colégios deve haver vários pais de alunos que são engenheiros, arquitetos, mestres de obras. Portanto gente capaz de avaliar preços e métodos de construção.

Igualmente em outro pequeno município brasileiro, trava-se um embate entre o Presidente da Câmara de Vereadores, que quer comprar um prédio velho, sede de um sindicato, para, após reformas, instalar a Câmara Municipal. Ocorre que próximo fica a Prefeitura Municipal cujo prédio está em obras e no qual seria muito bem aproveitado o dinheiro que o vereador quer para comprar a garagem velha. É o que pretende a prefeita. Parece óbvio, não é? Não é!

O edil insiste na compra e a prefeita que quer concluir o paço municipal e nele então instalar a Câmara,  a estas alturas, estar sendo pressionada para  autorizar a compra da garagem velha. Será que ela aceitará o absurdo que denunciou? Ficará marcado pela má decisão.  Que fazer? Convocar diretores de escola e presidentes de APMs para discutir a matéria. Uma grande reunião de portas abertas, na Prefeitura, para decidir o que é o melhor para o Município e seus cidadãos: pais, mestres, alunos e população em geral.

ivar4hartmann@gmail.com  


*Ivar Hartmann é promotor público aposentado, colunista do diário Jornal NH, Grupo Sinos, Novo Hamburgo, RS, e colaborador do portal BrasilAlemanha e do informativo BrasilAlemanha Neues.



Comentários

deslogado
adoal3ab.com 17/02/2018, às 17:43

This is what all the mayors want to occupy places to expand their projects


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2020 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade