Colunistas

12/02/2018

Imigrantes de língua alemã e o desenvolvimento educacional em São Paulo - por Bruno Gabriel Witzel de Souza

Os imigrantes alemães no Brasil tinham, em média, uma vantagem educacional sobre os nacionais e fundaram o maior número de escolas estrangeiras antes dos processos de nacionalização da década de 1930.

“Por histórias familiares, relatos memorialísticos de organizações fundadas por imigrantes e pelos rankings de escolas no Brasil, nossa atenção é frequentemente despertada para o fato de que instituições de ensino com longa tradição histórica, fundadas por imigrantes de língua alemã, tiveram e mantêm um papel destacado no nível educacional brasileiro.

É também fato reconhecido na literatura universitária que os imigrantes alemães no Brasil tinham, em média, uma vantagem educacional sobre os nacionais e que fundaram o maior número de escolas estrangeiras antes dos processos de nacionalização da década de 1930.

Agora, em um artigo publicado na revista acadêmica “The Economic History Review”, eu discuto o impacto que os imigrantes de língua alemã – incluindo os alemães pré- e pós Unificação de 1871, suíços de língua alemã e uma minoria de austríacos – tiveram sobre o nível educacional paulista.

O artigo, intitulado “Imigração e dependência educacional: o caso dos imigrantes de língua alemã em São Paulo, Brasil (1840-2000)”, baseia-se em uma linha de pesquisa iniciada por volta do ano 2000. Pesquisadores em desenvolvimento e história econômica reformularam uma ideia simples, mas poderosa – que já havia sido explorada por outras ciências sociais e nas humanidades.

Trata-se da ideia de que o nível de desenvolvimento de uma região depende, dentre outros elementos, de uma série de determinantes históricos. Decisões tomadas no passado e a maneira como nossos antepassados viam o mundo influenciam as decisões que tomamos hoje e o modo como nós próprios lidamos com os desafios atuais.

Poucas coisas na história e em nossa sociedade são lineares, porém. Alguns episódios tendem a desviar uma rota traçada por decisões anteriores. A migração internacional é um fator poderoso nesses desvios, pois os imigrantes não trazem apenas braços para trabalhar e dinheiro acumulado nos países de origem, mas também suas ideias, suas visões de mundo, a educação que receberam e, a depender de suas idades, a profissão que aprenderam. Todos esses fatores têm o potencial de influenciar o caminho de desenvolvimento dos países que recebem imigrantes – um potencial que vai ou não se desenvolver dependendo da maneira como são estabelecidos e como se relacionam com a população local.

Baseado nesta ideia, o artigo usa métodos econômicos e estatísticos para testar a hipótese de que os imigrantes de língua alemã influenciaram o nível de educação dos municípios paulistas nas décadas de 1870, 1910 e 2000. A primeira data reflete os impactos imediatos dos imigrantes, a maioria dos quais foi trabalhar nas fazendas café. A segunda permite vermos um impacto mais longo, dando aos imigrantes tempo suficiente para se instalarem nas cidades ou bairros rurais e fundarem suas escolas. Finalmente, a análise para os anos 2000 busca determinar se houve um processo de dependência histórica no desenvolvimento educacional paulista.

De fato, nenhum efeito direto foi encontrado para os anos de 1870 e 2000. No primeiro caso, os imigrantes de língua alemã ainda não haviam tido o tempo necessário para espraiar seus potenciais benefícios para o nível educacional. No segundo, os impactos que tiveram acabaram sendo dissipados por outras forças históricas e determinantes atuais da educação.

Isso não quer dizer, porém, que esses imigrantes não tiveram um impacto importantíssimo na educação paulista. Pelo contrário: as escolas fundadas pelos imigrantes de língua alemã influenciaram substancialmente o número de matrículas na década de 1910. Talvez ainda mais importante é o fato de que essas escolas impactaram não apenas as matrículas em instituições privadas e associativas, mas também em escolas estaduais. Isso significa que, em São Paulo, os imigrantes de língua alemã não apenas incrementaram o nível educacional dentro do próprio grupo, mas exerceram também uma influência positiva sobre a populacão local.

Para informacoes mais aprofundadas, consulte o artigo em:
http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/ehr.12575/abstract
O autor se disponibiliza, com grande interesse, em discutir o tema pelos emails:
bwitzel1@gwdg.de  ou bruno.witzel@gmail.com 

Bruno Gabriel Witzel de Souza é doutorando em Economia do Desenvolvimento pela Georg-August-Universität Göttingen e membro de um grupo de pesquisa fundado no interior de São Paulo para o estudo das relações Brasil-Alemanha, com foco em São Paulo. O “Grupo Davatz-Sangbaul” congegra alguns jovens pesquisadores, sobretudo da USP e UNESP, na empreitada de reunir, discutir e realizar trabalhos sobre as relações históricas e atuais entre os dois países.”



Comentários

deslogado
Hannah Caldwell 16/02/2018, às 10:20

A really well structured website much like those of surfessay essay writing services and really cool to see translation offered at the top. Was able read it in English and some good authentic information on display here.

deslogado
johnbarlow 14/02/2018, às 05:51

Kim Kardashian Hollywood Hacks & Cheats has some cool features that we`ve added to it such as: Unlimited Stars, Cash, Energy, Unlock All Clothes and Double XP which we know you are going to enjoy using.

deslogado
joyoge 13/02/2018, às 13:53

The traditional “yahoomail.com! Mail Classic” preserved the availability of their original 1997 interface until July 2013 in North America. A 2005 version included a new Ajax interface, drag-and-drop, improved search, keyboard shortcuts, address auto-completion, and tabs.

deslogado
ebateslogin.xyz 13/02/2018, às 09:22

ebateslogin.xyz This website tells you all about the mortgage which is owned by PHH Mortgage

deslogado
Anna Shetty 13/02/2018, às 01:39

I love how authentic you seem to be. Your style and passion for blogging is contagious. Thank you for sharing your life! photoshop online


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2018 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia