Esta versão está descontinuada.

Acesse novo site do portal Brasil Alemanha:

https://www.brasilalemanha.com.br

Colunistas

21/08/2015

Concerto Barroco marca estreia da Orquestra de Câmara do Instituto Popular de Arte-Educação IPDA

O concerto Barroco que será apresentado com entrada franca no dia 27 de agosto, no Teatro do Centro Histórico-Cultural Santa Casa, marca a estreia da Orquestra de Câmara do IPDAE.

Sob a coordenação artística do professor, compositor e violoncelista Wenceslau Moreyra, que também integra o elenco dos músicos ao violoncelo, e tendo como solistas Danielle Chaves Joaquim (flauta doce) e Luciano Gularte Corrêa (flauta transversal), a orquestra formada por   11 músicos vai executar obras de Bach, Telemann e Haendel.

Luciano Dalmolin (contrabaixo) e Arthur Wilkens (espineta) fazem parte da orquestra.

 

O concerto e a Orquestra

Segundo Wenceslau Moreyra, o repertório do concerto de estreia da Orquestra de Câmara IPDAE é fruto de um trabalho que vem sendo desenvolvido desde novembro de 2014, com enfoque didático e performance camerística.

 “Para este primeiro momento escolhemos o período barroco, pela nossa formação com flautas doce,  flautas transversas, cordas e cravo. Três grandes compositores e três obras magníficas. Telemann é o amigo comum de Bach e Haendel. Nasceram perto um do outro, no centro da Alemanha e na  mesma época”.
Bach desenvolveu a tradição antiga dos contrapunctus e nos deu duas obras mágicas que nos levam a uma viagem lúdica - "A Oferenda Musical" e "A Arte  da Fuga". Telemann deixou centenas de obras importantes, inovadoras, em todos os estilos, desde os tradicionais,  aos modernos italiano e francês. Haendel deu contribuição igualmente importante, naturalizou-se inglês e tornou-se um dos mais célebres músicos daquele país, informa Wenceslau Moreyra. 

“A Música de Câmara é uma das formas mais elevadas de criação artística. A beleza e a sofisticação andam juntas para um resultado que tangencia a perfeição da expressão humana. Proporcionar a jovens músicos a prática camerística, significa abrir um portal para o lado mais  profundo desta grande Arte que é a Música.  A essência do projeto do Instituto Popular de Arte-Educação-IPDAE é proporcionar a todos os que por aqui passam, o vislumbre de uma senda possível de humanidade em sua excelência através da Música”,  conclui o maestro.

 

Programa

 

JOHANN SEBASTIAN BACH (1685 – 1750)

A ARTE DA FUGA BWv 1080

Contrapunctus i
Contrapunctus II
Contrapunctus IV
Contrapunctus XI
Contrapunctus IX

GEORG PHILIPP TELEMANN (1681 – 1767)

Concerto para flauta transversa, flauta doce e orquestra

Largo
Allegro
Largo
Presto

Solistas
Danielle Chaves Joaquim e Luciano Gularte Corrêa - flautas

GEORG FRIEDRICH HANDEL (1685 – 1759)

Concerto Grosso op6 n6 HWV 324

Largo Affettuoso
A Tempo Giusto
Musette
Allegro
Allegro

Regência, Wencesalu Moreyra

 

Orquestra de Câmara IPDAE

 

Direção executiva: Fátima Flores

Coordenação artística e regência: Wenceslau Moreyra

 

Flauta Transversal - *Luciano Gularte Correa, Rafael Marques

Flauta Doce - *Daniele Chaves Joaquim, Bruno dos Santos

Viola - Thiago de Souza Pinto, Priscila de Souza Pinto

Violino - Rayssa Vera Cruz, Eduardo Ramos

Violoncelo  - Wenceslau Moreyra

Contrabaixo - Luciano Dalmolin

Espineta - Arthur Wilkens

*Solistas

 

Wenceslau Moreyra – Coordenador artístico e regente

Natural de Porto Alegre, violoncelista desde 1986 na Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, onde atuou como professor no Conservatório Pablo Komlos e regente da Orquestra Jovem.
Graduado em Regência pela UFRJ, foi o regente titular da Orquestra Sinfônica do Espirito Santo e em Porto Alegre esteve à frente do Coral da UFRGS. Atuou diversas vezes como regente convidado da OSPA.
Como compositor recebeu o Kikito de Melhor Trilha Sonora, no Festival de Cinema de Gramado em 2001, Prêmio Tibicuera em 2002, Melhor Trilha para Teatro Infantil e Prêmio Açorianos 2009 de Melhor Trilha para Espetáculos de Dança.
Desde 2014 ensina violoncelo no Instituto Popular de Arte-Educação-IPDAE e coordena a Orquestra de Câmera do IPDAE.

 

 

Solistas

Danielle Chaves Joaquim

Formada na Escola de Música IPDAE na classe de flauta doce, onde estudou com os professores Vladimir Soares, Eliana Vaz Huber, Lélia Negrini, Larissa Pedrini e Letícia Piasentin. Participou do I e II Seminário de Música do IPDAE, III e IV Encontro de Orquestras em Bento Gonçalves, Encontro de Jovens Instrumentistas, 1° Mostra Internacional de Flauta Doce: Desempenho e Didática, realizada pela UDESC, com a ilustre participação de Conrad Steinmann (Suíça), Luis Beduschi (Brasil), Mário Guimarães (Brasil). Participou de Masterclass com os renomados flautistas: Rodrigo Calveyra (Brasil/França) e Renata Pereira (Brasil).

Cursa 5° semestre do curso de Licenciatura em Música, habilitação em Flauta Doce no Instituto de Artes da Universidade Federal do RS-Ufrgs. É  bolsista de Iniciação Científica sob a orientação da Professora Dr. Lúcia Carpena do Departamento de Música da UFRGS, com o projeto de pesquisa intitulado “Prata da Casa - Obras para flauta doce escritas por compositores ligados à UFRGS”.

 

Luciano Gularte Corrêa

Formado em Flauta Transversal pela Escola de Música do Instituto Popular de Arte-Educação IPDAE, está cursando  o 5º. Semestre da graduação em Flauta Transversal do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul-Ufrgs e integra o elenco de músicos da Orquestra de Flautas Transversas IPDAE, onde também atua como solista, e faz parte do naipe de flauta transversal da  Orquestra de Sopros Eintracht de Campo Bom, RS, ambas sob a regência do professor e flautista Ademir Schmidt. 

A partir de maio de 2015 atua como professor do Curso de Extensão em Música da UFRGS, na classe de flauta transversal. 

 

Escola de Música IPDAE

Fundada em outubro de 2006,  tem como   objetivo promover a educação musical de crianças, adolescentes e jovens e contribuir no processo de inclusão sociocultural da comunidade.  Atende mais de  200 alunos  oferecendo os cursos de  flauta doce, flauta transversal, violino, viola, violoncelo, piano, contrabaixo, canto coral e teoria musical.

Os cursos são ministrados por profissionais  com formação específica no instrumento  que lecionam e com um programa de educação continuada com oito  anos de duração.

 

Instituto Popular de Arte-Educação- IPDAE

Fundado em 1998, o Instituto Popular de Arte-Educação é uma associação sem fins         lucrativos.  Localizado na cidade de  Porto Alegre, no Bairro Lomba do Pinheiro,  reúne a Biblioteca Leverdógil de Freitas, a Escola de Música com diferentes grupos artísticos (Conjunto de Câmara, Orquestra Jovem, Orquestra de Flautas Transversas,  Conjunto de Violinos e o Coro Infantil), o Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro e o Memorial da Família Remião. 

As ações desenvolvidas pelo IPDAE propõem  o acesso à leitura, à     música, à arte, e à cultura, como instrumentos mediadores na formação do indivíduo.

 

Serviço

Concerto Barroco – Estreia da Orquestra de Câmara IPDAE

Dia 27 de agosto – 20 horas – Entrada franca

Teatro do Centro Histórico-Cultural Santa Casa

Av. Independência, 75 - bairro Centro Histórico

Telefone: (51) 3213.5278 -  www.centrohistoricosantacasa.com.br

Informações

Instituto Popular de Arte-Educação-IPDAE

Telefone (51) 3336.3713 – www.ipdae.com.br

 

 

 

Assessoria de Imprensa

Dinorah Araújo

Jornalista - MTb 5704

Telefones: +55 (51) 3311.6677 e 9964.5492

Skype: mdatuar

E-mail: dinorah@cpovo.net

 



Comentários

deslogado
Dinorah Araújo 21/08/2015, às 10:13

Muito importante o registro e a difusão da criação e produção cultura desenvolvida no RS.


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2021 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade