Esta versão está descontinuada.

Acesse novo site do portal Brasil Alemanha:

https://www.brasilalemanha.com.br

Colunistas

05/12/2014

Casal de agricultores completa 75 anos de união e vira tema do programa Globo Rural

Com a história dos Heck, uma família de agricultores de Santa Catarina, é possível lembrar um pouco do pioneirismo dos imigrantes alemães no Sul do Brasil.

Por indicação do confrade Pedro Auler, filho do também genealogista Guilherme Auler,  Patrono da Cadeira nº 26, divulgamos reportagem do programa Globo Rural, da TV Globo, apresentado no dia de ontem, 30.11. domingo, em duas partes, cujos links vão a seguir.

 

Diz o associado:

------------------------------------------

O programa exibiu hoje, 30.11, interessante reportagem sobre as bodas de brilhante do casal Heck, de família de colonos alemães que chegaram a São Leopoldo, RS na primeira metade do séc. XIX. O casal migrou de Santa Cruz do Sul, RS para a hoje Tunápolis, no oeste de SC, dedicando-se à agricultura.

 

Na Missa comemorativa, cada um dos 16 filhos, ao ingressar na Igreja, porta uma caixa contendo placas com nomes dos integrantes de sua família e cada nome foi fixado na árvore genealógica montada em um mural.

 

Pedro Auler

--------------------------------------------

 

Programa Globo Rural – TV Globo

Edição do dia 30/11/2014

Repórter Helen Martins e cinegrafista Francisco Maffezoli Jr.

 

 

Com a história dos Heck, uma família de agricultores de Santa Catarina, é possível lembrar um pouco do pioneirismo dos imigrantes alemães no Sul do Brasil.

 

Qual é a história que se esconde no preto e branco de uma foto antiga? Uma história de amor. O noivo com 24 anos e a noiva com 17, um casamento que já dura 75 anos. Dona Hilda hoje tem 92 anos e seu Aloísio Heck 99.

 

Os dois são de Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul. Lá se conheceram, namoraram e casaram. Eles chegaram à Tunápolis , em Santa Catarina, porque Aloísio acabou fisgado por uma propaganda do local em SC, hoje Tunápolis. As terras tinham sido compradas e loteadas por uma empresa colonizadora. Só podia adquirir terra quem fosse alemão e católico.

 

Com os anos, a família cresceu ainda mais. O casal teve 16 filhos: Elíbio, Pedro, Lúcia, Francisco, Vilibaldo, Aloísio, Felipe, Lourdes, Afonso, Vunibaldo, Normilda (a irmã mais velha) e Regina (a irmã mais nova). Com eles, há ainda a neta Solange, criada como filha. Esta neta mora com os avós desde os seis meses de idade, quando o pai, José, filho do casal, foi tentar a sorte em Belém, Pará, levando mulher e outra filha, mais velha. José já é falecido e as irmãs basicamente não se conhecem, pois há mais de 36 anos não se veem.

 

1ª PARTE:

 

 

Na segunda parte da reportagem, veja a estratégia que Aloisio Heck usou para segurar os filhos no campo e os preparativos para a festa das bodas de brilhante, com a árvore genealógica no mural e uma surpresa que emocionou a todos.

 

2ª PARTE:



Comentários

deslogado
Joseph 01/07/2017, às 19:04

Talvez você possa escrever os próximos artigos referentes a este artigo. Eu quero ler ainda mais coisas sobre isso. http://www.juegosdefriv.live/ Ótimo blog. Obrigado!

deslogado
Hanni Bergesch Wolf 08/12/2014, às 10:50

Parabéns pela reportagem fantástica, mostrando esta gente boa do sul do Brasil. É a história viva da imigração alemã sendo apresentada de maneira profissional típica da RBS TV. Fico emocionada de ver tudo isso e lembrar da época que morei e trabalhei neste veículo de comunicação . Hoje vivo na terra dos meus antepassados ( Alemanha ) onde exerço a profissão atriz. Um quebra-costela apertado em todos Hanni

deslogado
Hanni Bergesch Wolf 08/12/2014, às 10:47

Parabéns pela reportagem fantástica, mostrando esta gente boa do sul do Brasil. É a história viva da imigração alemã sendo mostrada de maneira profissional típica da RBS TV. Fico emocionada de ver tudo isso e lembrar da época que morei e trabalhei neste veículo de comunicação . Hoje moro na terra dos meus antepassados ( Alemanha ) onde trabalho como atriz. Um quebra-costela apertado em todos Hanni


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2021 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade