Colunistas

27/05/2017

Brasília, a gargalhante - por Ivar Hartmann*

O engenheiro Norberto Gruske é um especialista em cálculos estruturais. Profissional competente e renomado, com 43 anos de profissão, milhares de metros quadrados orçados em vários estados brasileiros. Calculou os gastos do Estádio de Brasília sem qualquer ranço partidário. Um exame preciso e precioso.

O custo de um estádio de futebol está orçado entre 12 e 13 mil reais por cadeira. Com grande exagero se chega a 14 mil reais por cadeira. Como o estádio tem 72.788 cadeiras, com todos os excessos possíveis, seu custo final, aí incluindo o lucro dos empreiteiros, seria de 900 milhões. Exagerando, um bilhão de reais.

Os no mínimo 600 milhões que saíram a mais foram diluídos na propina, na vigarice, na canalhice, no sobre preço. Na ladroagem de governadores, dirigentes e asseclas comprometidos em troca de levar sua parte. Honra? Caráter? Ética? Brasilidade? Que bobagens! Próprias para serem ensinadas por professores inocentes para alunos inocentes. Filhos deste povão que leva vida honesta ou não teve como ser desonesto. O Tribunal de Contas do Distrito Federal percebeu a gatunagem, de mais de 50% do valor da obra!  Porque não agiu com mais ênfase?

Se um padeiro faz o pão sem pesar a farinha ou é ignorante ou malandro. Se o guarda carcerário não conta os presos ao final do dia, ou é ignorante ou malandro. Malandro com toda sinonímia que o Dicionário Aurélio contempla. Os Ministros do Tribunal de Contas do Distrito Federal, durante os anos de execução da obra, examinaram as planilhas de custos, a exorbitância dos aumentos e deixaram que a obra continuasse. 

Por serem Ministros indicados por políticos, como em todos os Estado, são ignorantes ou o que? A democracia autoriza a comparação do homem pobre ao rico. Eu não vou comparar.  A prisão repetida de chefes das várias quadrilhas que tem sede em Brasília e que gargalhavam enquanto gastavam o dinheiro mal havido, mostra a facilidade de roubar dos membros dos executivos e legislativos, com o beneplácito (ignorância ou malandragem) de membros do judiciário.

Com um promotor preso e um juiz sob investigação, é claro que, nas classes dirigentes, o tecido social brasileiro, tem de sofrer um grande expurgo, como o de Stalin ou de Fidel. Refiro-me a estes porque os escândalos aumentaram com os governos ditos de esquerda. Ou de ladrões e aproveitadores que nela se escondem, tal como na direita. 

ivar4hartmann@gmail.com

 



Comentários

Participe! Aqui sua opinião vale muito.


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2019 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia