Colunistas

24/05/2016

8ª Assembleia dos 30 povos missioneiros

Neste 20 e 21 de maio de 2016, ocorreu a oitava edição do encontro entre as antigas reduções jesuíticas-guaranis.

O encontro ocorre tradicionalmente na cidade de San Ignácio Guazú, no Departamento (Estado) de Misiones – Paraguai e é organizado pelos Jesuítas e Universidade de Asunción com a participação das comunidades da área dos 30 Povos. Neste local foi à primeira redução do ano 1609. A diferença em relação a nossa Região Missioneira do lado brasileiro é de que lá não ocorreram as guerras que foram destrutivas e que levaram as nossas reduções a serem ruínas atualmente, ou seja, lá as comunidades continuam ocupando as estruturas históricas para a sua vida diária.

Os debates do evento são de ação estratégica para que os movimentos entre um ano e o outro no que se refere à área dos 30 Povos Missioneiros sejam organizados e bem pensados. O conjunto das reduções atualmente estão divididos em 8 no Paraguai, 15 na Argentina e 7 no Brasil. Os debates estão dirigidos ao planejamento de ações e obras para a maior valorização do patrimônio e também sua divulgação.



No dia 20 os debates mostraram os trabalhos de recuperação do conjunto de casas de San Ignácio Guazú e sua posta em valor, a apresentação foi feita pelo Provincial dos Jesuítas Alberto Luna. Após o Jesuíta Ricardo Jaquet falou sobre as Missões Guaranis nos dias de hoje, seu estado de conservação e seus potenciais. Koki Ruiz, que é um dos principais artistas plásticos do Paraguai, o que fez o altar do Papa na sua vinda no ano passado, falou sobre as propostas de organização dos espaços públicos missioneiros que a sociedade atual recebeu de herança. Liz Cramer, que foi Ministra de Turismo do Paraguai falou sobre ‘O patrimônio como recurso para o desenvolvimento econômico e social’.


Na sequencia em nome dos brasileiros e da Associação dos Municípios das Missões, José Roberto de Oliveira, fez sua palestra sobre os ‘O pedido de canonização de Sepé Tiaraju e os 375 anos da Batalha de M’bororé’ – dissertou sobre a construção do pedido de canonização – os mais de 50 anos da luta de Antonio Cechin sobre o tema, a história de Sepé Tiaraju, a Guerra Guaranítica e os detalhes da entrega para a igreja do pedido, bem como o estado que se encontra o processo. Quanto a Batalha de M’Bororé, a importância da data e os reflexos no processo de organização e criação da Agência Tri-nacional de Desenvolvimento das Missões, que será fundamental para os propósitos de organização e promoção nacional e internacional das Missões.

O evento seguiu com a questão da organização de museus e apresentação de orquestras missioneiras. A noite foi apresentado aos integrantes do evento o Museu de San Ignácio que é composto de centenas de peças missioneiras que estão em ótimo estado de conservação, pois neste local jamais ocorreram guerras.

No dia seguinte Severo Flores falou sobre a espiritualidade guarani e missioneira. Brígido Bogado falou sobre a literatura indígena e a educação. Olga Fischer deu início aos debates sobre o turismo nas Missões – demonstrou-se que é necessário um sistema organizativo prático de maior valor para que os 30 Povos aproveitem econômica e socialmente a herança dos Jesuítas e Guaranis. No debate esteve presente a representante do Caminho das Missões do Brasil, que agora estão organizando o caminho para passar pela Argentina e Paraguai – ou seja – que o caminho possa sair da redução de San Ignácio Guazú, a primeira e chegar até a última – Santo Ângelo no Rio Grande do Sul. Todos se disponibilizaram a organizar o caminho e que em breve devera se colocar a pronto para a sociedade mundial.



Na finalização dos trabalhos foram apresentadas as experiências de oficinas que ocorrem no museu de San Ignácio Guazú, onde o ceramista Victor Zúnica mostrou os trabalhos; desenhos e pinturas foram mostradas por Carlos Bedoya; talhado em madeira por Derlis Galeano; música e a formação da orquestra por Jorge Bedoya; catalogação das peças por Pauline Blain e traduções pelo Padre Guarani Lino Flores. Todas estas oficinas são gratuitas e são geradoras de profissionais nas diversas áreas, estás com grandes possibilidades de empregabilidade, pois o turismo permite o aparecimento de clientes advindos do país e do exterior.

O encontro encerrou com uma plenária conclusiva que pediu que a sociedade atual dos 30 Povos estude e realize mais para a valorização local e internacional das Missões. No dia 15 de agosto deste ano ocorrerá um novo encontro dos povos jesuíticos missioneiros e será no município de La Cruz, Província de Corrientes – Argentina.

Fonte: Vilson Winkler

De: Jose Roberto de Oliveira [mailto:joseroberto_deoliveira@yahoo.com.br]
Enviada em: segunda-feira, 23 de maio de 2016 11:27
Cc: recipient list not shown:
Assunto: Matéria sobre a Assembleia dos 30 Povos;
José Roberto de Oliveira (55) 96386360



Comentários

Participe! Aqui sua opinião vale muito.


  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2019 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia

Publicidade