Colunistas

15/07/2014

matéria de: Ivan Seibel

Seibel 1041AHAI - O desenvolvimento das colônias capixabas

Os primeiros colonos da Província de Espírito Santo, depois de assumirem suas propriedades costumavam alargar a derrubada para ampliar a plantação. Em muitos casos até passavam a viver dentro das mesmas condições que os próprios caboclos. Em geral os novos proprietários, depois de alguns anos, conseguiam oficializar a posse das propriedades. Neste momento, muitas vezes, alguns colonos teutos passavam a ser explorados pelo poder público, tanto pela sua absoluta incapacidade de comunicação no idioma nativo como também pelo receio de lhe tomarem a sua propriedade. Estes cenários foram muito bem descritos por Graça Aranha, no romance Canaã. Conclui-se que a falta de tabelas de valores a serem cobrados pelos serviços, à custa de medição e registro de qualquer propriedade sempre eram arbitrárias.

Na antiga colônia de Santa Isabel, dois pequenos aglomerados urbanos passaram a se destacar. O povoado de Santa Isabel, de mesmo nome da própria colônia de Santa Isabel, tinha cerca de 250 habitantes, entre “alemães”  “brasileiros”. Esta localidade, com a emancipação, constituiu-se na sede da câmara de vereadores e da paróquia católica. Aqui, praticamente toda a população era católica. Também aqui a maioria dos comerciantes e artífices eram teutos. O outro povoado de nome Campinho cresceu como sede da paróquia luterana. Esta localidade passou a se destacar como centro comercial da região. Seus seis negociantes, seis artífices, dois hoteleiros, entre outros, passaram a se constituir no esteio da produção e fornecimento dos produtos de primeira necessidade da população.

Seria isto por hoje. 

Seu  Ivan Seibel

Download do arquivo de áudio

  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2019 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia