Colunistas

02/07/2014

matéria de: Ivan Seibel

Ivan Seibel - AHAI 1039 - A culturação dos imgrantes capixabas

Quem observa os dados relacionados ao crescimento populacional do Estado de Espírito Santo durante a segunda metade do século dezenove logo poderá constatar que o fluxo migratório teve uma influência expressiva sobre o aumento da população. Seu número de habitantes aumentou de 53.000 em 1860 para 96.000 já no ano de 1878. Isto aconteceu, sobretudo, em razão da chegada dos imigrantes italianos. Outras características que diferenciaram este novo grupo também devem ser consideradas.  Sobretudo, o fato de falarem um idioma latino e de serem todos católicos. Facilmente se pode deduzir que este aspecto levou a uma rápida e gradativa integração da população de origem italiana com a população luso-brasileira, contribuindo assim também para a sua gradativa assimilação cultural.

A partir de 1880 o fluxo imigratório pomerano da Europa para o Espírito Santo praticamente cessou. Com isto o processo de expansão deste grupo étnico passou a se fazer essencialmente à custa da migração interna. Este fator se constituiu no elemento mais importante da ocupação de terras devolutas de importantes regiões da Província de Espírito Santo, durante o final do século XIX.

Seria isto por hoje. 

Seu  Ivan Seibel

Download do arquivo de áudio

  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2019 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia