Colunistas

24/09/2014

matéria de: Ivan Seibel

23 09 14 AHAI 1051

         O POMERANO CAPIXABA NA VIRADA DO SÉCULO XIX

As primeiras décadas da colônia se caracterizaram pela grande dificuldade de comunicação entre as diferentes regiões da Província de Espírito Santo. As vias de acesso eram precárias e o transporte de produtos de primeira necessidade e o próprio comércio da produção da “colônia” sempre precisaram ser feitos pelas “tropas” de mulas e que com isto conseguiam unir as populações dos mais longínquos recantos com os centros urbanos.

Na medida em que crescia a primeira e a segunda geração de filhos de imigrantes já nascidos no Espírito Santo, muitos aspectos relacionados às guerras, à perseguição e ao ódio resultantes da luta entre as classes dominadoras e os povos oprimidos, típico do sistema feudal ainda vigente na Europa na metade do século dezenove começaram a ser esquecidos. Desta forma mais e mais passaram a se preocupar com a subsistência de suas famílias e a ampliação das suas propriedades.  Os índios já não mais representavam uma ameaça até porque estes haviam se retirado para além das margens do Rio Doce. A preocupação passou a ser cada vez mais o bem estar dos filhos e a continuidade da família.

Seria isto por hoje. 

Seu Ivan Seibel

 

  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
  • brasilalemanha
Logomarca oficial da imigração alemã no Brasil. Reprodução liberada e recomendada, para uso não comercial.
Para uso comercial e originais em alta resolução: contato@brasilalemanha.com.br.

© 2004-2019 BrasilAlemanha - O portal oficial da imigração alemã no Brasil - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Sapiência Tecnologia