Cidades alemãs do Brasil - São Pedro de Alcântara - SC

 Bem-vindo a São Pedro de Alcântara!

Willkommen in São Pedro de Alcântara! 

Visite nossos Parceiros locais:
Besuchen Sie unsere Lokalpartner: 

Die Kleine Kneipe Weisskopf


Veja nossa Galeria de Imagens de São Pedro de Alcântara >

 

 

 

 


 


 

 

 

 

 

 


 

 

 

DADOS GERAIS

 Fundação da Colônia:

1° de março de 1829.

Data de criação do município:

16 de abril de 1994.

Data de instalação do município:

1°de janeiro de 1997.

Município de origem:

São José.

Formação Administrativa:

Pela lei provincial nº 194, de 13-04-1844, criou-se o Distrito de São Pedro de Alcântara, assim permanecendo até a divisão territorial datada de 1980. A criação do município de São Pedro de Alcântara ocorreu pela Lei Estadual nº 9.534 de 16/04/1994. Desmembrou-se de São José, pela Lei Estadual nº 9.943 de 20/10/1995, e sua instalação ocorreu em 01/01/1997.

Gentílico: Alcantarense

Municípios limítrofes:

Ao norte com o município de Antônio Carlos.

Ao leste com o município de São José.

Ao sul com os municípios de Santa Amaro da Imperatriz e Águas Mornas.

A oeste com os municípios de Angelina e Rancho Queimado.

 

Localização do Município de São Pedro de Alcântara na Região na Grande Florianópolis. 

 

Mesoregião:

Grande Florianópolis.

Localização do Município de São Pedro de Alcântara no Estado de Santa Catarina / destaque para a Região da Grande Florianópolis.


Clima:

Mesotérmico úmido.

Variação de altitude:

O município de São Pedro de Alcântara apresenta altitudes bastante diferenciadas. 100m (Limite Leste-Rio Maruim) a 805m (limite Oeste-Morro das Antas).

Temperatura média:

17,75° C.

Coordenadas da Sede:

Longitude

-48º 48’ 18,00’’ .

Latitude:

-27º 33’ 57,60’’ . 

Densidade Demográfica:

34,12 habitantes /km².

 População:

5.139 habitantes ( fonte: IBGE/2013).

Colonização:

Predominantemente de descendência alemã , com participação em menor número de descendentes luso-açorianos e afros.

Bioma:

Mata Atlântica

Religiões predominantes:

Católica Apostólica Romana e Evangélica Luterana.

 

Casa da Agricultura, Artesanato e Produtos Coloniais

Localização: a 140m da Casa da Cultura.

Sede Municipal.

 

Casa da Agricultura, Artesanato e Produtos Coloniais. Foto: Daniel Silveira.

Criada em 2006 através de uma parceria entre o Projeto Micro Bacias II, a Igreja Matriz de São Pedro de Alcântara e a Prefeitura Municipal, tem como principal objetivo proporcionar um espaço para a comercialização de produtos coloniais como cachaça, melado, mel, biscoitos, doces, geleias, artesanatos e outros.

A casa é gerenciada por mulheres artesãs alcantarenses.

Na casa  estão   expostos para a venda produtos de mais de 62 pessoas parceiras ( em sua maioria de famílias de pequenos produtores rurais).

Atende de terça a sexta das 14h às 17h.

Fones: (48) 84366639./ (48) 84405836.

Comunidades falantes de dialetos germânicos.

 

Quando os primeiros imigrantes iniciaram a colonização de Santa Catarina, a Alemanha possuía uma configuração territorial, política e social diferente dos dias atuais.

A Alemanha era composta por diversos pequenos feudos, principados, estados livres e outros.

Diversas regiões possuíam culturas e dialetos diferenciados.

E foi nesse contexto, no contexto do Primeiro Império, no final de 1828 e início de 1829, que chegaram em solo catarinense e fundaram a colônia São Pedro de Alcântara os imigrantes germânicos.

Até a segunda grande guerra mundial haviam diversas escolas do ensino alemão ou bilíngues em São Pedro de Alcântara. Com a política de nacionalização de Getúlio Vargas , quando todo descendente de alemão era visto como nazista ou quinta coluna, onde   a intolerância e perseguição aos alemães e seus descendentes se fez feroz e irracional, todas as escolas existentes foram fechadas.

Ainda hoje o povo alcantarense colhe os frutos amargos e espinhosos daquela triste e trágica época. Poucos , muito poucos, aprenderam o Hochdeutsch.

Mas, nem tudo foi perdido.

Na proteção de seus lares e no isolamento de suas propriedades rurais os descendentes germânicos falavam com seus familiares no dialeto de seus ancestrais. Assim, salvaram-se três dialetos . Dois deles nas comunidades luteranas e um deles na comunidade católica.

A predominância é do dialeto Hunsrückisch.

Tais dialetos se mantém vivos no dia a dia dos alcantarenses, sobretudo nas comunidades rurais de Rio Forquilhas Alto, Rio Forquilhas Baixo, Rocinha, Invernada, Barro Branco, Santa Filomena, Campo de Demonstração e Alto da Varginha.


Vista da propriedade  do agricultor Elídio Erhard - Comunidade Rural de Rio Forquilhas Alto.

Praticamente todos os moradores dessa comunidade são falantes de dialeto germânico.

Foto e texto de Daniel Silveira.

 

Artesanato Vô José. Entalhes e pinturas em madeira.

Localização: Distante 1km da Casa da Cultura.

Sede Municipal.

 Trabalha com entalhes e pinturas em madeira.

Produz belos entalhes em placas de madeira que vão desde brasões de famílias a  placas informativas.

Inúmeras placas existentes no município, como as  existentes nas creches, Casa da Cultura, ruas, casas de comércio, entre outras foram confeccionadas  pelo artesão  José Sérgio Flores, proprietário da micro empresa Artesanato Vô José.

O local poderá ser visitado mediante agendamento.

Aceita encomendas.

Fone: 48 84183048

  

Artesão José Sérgio Flores entalhando placa de madeira. Foto: Norberto Cidade / SANTUR. Casa da Cultura de São Pedro de Alcântara. 

 

 PUB ALEMÃO. Die Kleine Kneipe Weisskopf.

Localização: a 120m da Casa da Cultura.

Sede Municipal.

Interior do Weisskopf. Foto: Mário M. Müller.

Um dos mais belos ambientes típicos germânicos da Região da Grande Florianópolis.
Decorado ricamente com motivos da cultura alemã.





 

Die Kleine Kneipe Weisskopf - Pub / Bar > 

 

Flags, Brazil and Germany

MARCAS DA PRESENÇA ALEMÃ

Orada de Santa Bárbara.

Localização: distante 7km da Casa da Cultura.

Comunidade Rural de Santa Bárbara.

Orada de Santa Bárbara. Célula máter da colonização alemã em SC.

 Foto: Daniel Silveira.

A localidade denominada pelos alemães de Santa Bárbara foi o primeiro núcleo de colonização alemã em Santa Catarina.

Era o minúsculo arraial que no período de seu maior desenvolvimento abrigava apenas uma capela de pau a pique dedicada a Santa Bárbara, uma escola particular, um cemitério, uma venda e duas moradas, constituía-se no início da colônia São Pedro de Alcântara, no primeiro núcleo do assentamento de colonos alemães no Estado de Santa Catarina. Precedeu, por alguns anos, ao arraial de São Pedro de Alcântara, que viria ser a sede da colônia.

A localidade foi sendo abandonada em função de sua topografia muito acidentada e do novo trajeto construído para o Caminho das Tropas.

Em 1898 houve o último sepultamento e a desativação do cemitério e em 1915 desaba a capela. Em seu lugar foi construída uma pequena orada que existe até hoje.



             CENTRO CULTURAL CASA DE SÃO PEDRO.

             MUNICÍPIO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA – SC.

             COMUNIDADE RURAL DO CAMPO DE DEMONSTRAÇÃO.

             VISITA SOB AGENDAMENTO.

             CONTATO:  FONES ( 48) 32770151/  48 32770122

             e-mail : daniel@pmspa.sc.gov.br

 

Pesquisa Genealógica.

O município, por ser a Primeira Colônia Alemã no Estado de Santa Catarina, é procurado por genealogistas e estudantes que buscam informações sobre as famílias dos primeiros imigrantes que aqui chegaram.

A Casa da Cultura disponibiliza um arquivo digital de certidões de óbitos a partir de 1922, livros e artigos para pesquisa.

O acervo é modesto em função, principalmente, das enchentes que o município enfrentou, do processo de perseguição aos alemães e teutos brasileiros durante a Campanha de Nacionalização no Governo Getúlio Vargas e da queima dos livros paroquiais da Igreja Matriz de São Pedro de Alcântara pelo padre Jacob Luís Nebel

Há certidões de afros descendentes nos arquivos uma vez que o município também contou com a participação dessa etnia.

Os campos santos são outras fontes de pesquisa.

Sepulturas históricas existentes no Cemitério da Comunidade Rural de Santa Filomena .

No centro da foto as duas belas sepulturas, do casal Professor August Schnitzler e Bárbara Petry.

  

 

A presente tabela pode não ser completa

Fonte:  Livro São Pedro de Alcântara 170 anos depois... 1829-março-1999 .

Autoria: Toni Vidal Jochem e Débora Bendocchi Alves.

Acervo Bibliográfico da Casa da Cultura de São Pedro de Alcântara – SC.

 

 

Hino de São Pedro Alcântara

Letra e música de José Acácio Santana.

Foi em mil oitocentos e vinte e nove,
que em São Pedro chegou o primeiro imigrante.
Com seu árduo trabalho a floresta remove,
desta terra se torna o primeiro habitante.

 Estribilho:

São Pedro de Alcântara,
o teu povo sempre cantará:
Escreveste para a nossa história
Páginas de glória, de trabalho e amor!

Na floresta se abre em clarão de esperança,
as famílias começam a plantar o sertão.
É São Pedro que surge, pequena criança,
é a historia que vai sendo escrita no chão.

Se a lembrança falasse, diria depressa:
Quanto esforço se fez na alegria e na dor!
Esta terra foi o berço de sonho e promessa,
tão pequena no mapa e tão grande no amor.

Aos primeiros colonos a nossa homenagem,
a semente lançada deu fruto aos milhares:
Quantos filhos daqui já seguiram viagem,
ajudando a crescer outros tantos lugares.

Neste vale escondida na tua humildade,
és a mãe esperando seu filho chegar.
E por isso voltamos com muita saudade,
infinita vontade de te abraçar.

 


 

Nossa GALERIA de HONRA é o saguão de entrada de São Pedro de Alcântara. 

Gastronomia / Gastronomie 
Die kleine Kneipe Weisskopf

 

Parque Temático

Livrarias e Editoras

Comércio / Handel

Indústria / Indústria

Hotelaria / Gastwirtschaft

Gastronomia / Gastronomie  

Rede bancária / Bankwesen 

Comércio / Handel 

Bandas Típicas / Musikkapellen

Marque aqui também a sua presença!
contato@brasilalemanha.com.br
Tel. 55-51/3328 6198  -  994 23 2157
 

Saiba tudo sobre a impressionante 
presença alemã em São Pedro de Alcântara, 
documentada em 17 páginas do Google,
com aproximadamente 74.900 resultados >.


E aguarde belíssimas fotos e informações 
sobre temas específicos da cultura alemã. 

Contamos com a colaboração da Prefeitura Municipal 
e das entidades locais da cultura alemã.
 
Este é o minisite de São Pedro de Alcântara em Cidades 'Alemãs' do Brasil, sob dinâmica e constante atualização!

 

MUNICÍPIO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA

PRIMEIRA COLÔNIA ALEMÃ EM SC

(Site em construção - Seite im Aufbau)